Namoro mudo

O namoro, quando utilizado corretamente, não só pode ajudar o casal a determinar se são realmente adequados um para o outro, mas pode também prepará-los para os desafios da vida de casado. O namoro é um período para a pessoa examinar seu próprio coração, para descobrir exatamente quais são suas importantes necessidades emocionais. Para mim nosso namoro é perfeito; perfeito do nosso jeito, perfeitamente imperfeito como nós. É a expressão do nosso amor, do carinho e da amizade que sentimos um pelo outro. Para mim nosso namoro é perfeito sim, pois sou muito feliz ao seu lado, e amo você para sempre! Oi gente, hoje eu trouxe uma dica de presente super baratinho para presentear o amor de vocês. Eu deu um desse pro meu namorado e ele adorou, então eu resolvi dividir aqui. É um certificado de melhor namorada(o) do mundo, é só clicar na imagem, salvá-la e imprimir, super prático, e se você quiser deixar… Bate-papo anônimo gratuit para conhecer pessoas, namoro on e fazer amigos. Mais de 26.000.000 de pessoas interessantes on-line em todo o mundo. Mais de 1.000 salas de bate-papo em grupo em 32 línguas internacionais para aprendizagem e namoro inter-racial. Sei que não sou a melhor pessoa desse mundo. Não sou a melhor namorada e não passo nem perto de ser alguém perfeita. Mas eu ainda me importo com você e não sei o que seria de mim sem te ter. É por isso que eu te peço uma última chance para nós. Uma última tentativa de fazer acontecer! Me dê essa chance e você não vai se arrepender. Nosso namoro merece muito mais do que aquilo que você dá para ele. Na verdade, você sempre fez besteira comigo, sempre praticou atos insensatos, mas sempre acreditei que você ia melhorar! Meu coração gosta muito de você, acontece que minha cabeça pensa o contrário. É muito difícil depositar toda minha confiança num homem que passa o ... O Plantão Sexy tem usuários de todos os lugares do mundo inclusive muitos aqui do Brasil. Conclusão sobre os sites de namoro. Agora você conhece alguns dos principais sites de namoro do mundo. Se está interessado, agora tudo o que você precisa fazer é escolher o site que melhor serve as suas necessidades. brasileiro Singles namoro - Chat grátis para encontrar o seu par perfeito !! Conheça milhares de brasileiro solteiros locais como a maior do mundo site de namoro encontramos no gato Brasileira fácil! brasileiro- é 100% Grátis, ao contrário de sites pagos de namoro.Você terá mais interesse e respostas aqui do que todos os sites de encontros pagos combinados! Meu namoro acabou há pouco tempo. Tenho a opção de mudar de cidade e recomeçar. Mudo ou permaneço onde estou? Meu namoro acabou há pouco tempo. Moravamos na mesma casa, mesma sala na faculdade. Antes era maravilhoso... O Mundo Autista é um portal com blog, canal do YouTube e outras mídias sociais em que mãe e filho autistas discutem o autismo e a inclusão, além de outros temas contemporâneos, com leveza e respeito. É um projeto idealizado pelos jornalistas, apresentadores, palestrantes e escritores Selma Sueli Silva e Victor Mendonça.

BEIJEI MEU AMIGO E ELE ME DEU UM EMPURRÃO (╥︣﹏᷅╥᷅)

2020.08.05 17:59 NicolasSchieberwein BEIJEI MEU AMIGO E ELE ME DEU UM EMPURRÃO (╥︣﹏᷅╥᷅)

Oi todo mundo da fase da Terra
AGORA DEU MERDA
 Meu amigo veio passar um tempo na minha casa, ficar as férias comigo (ps: eu ñ moro no Brasil). Foi muito divertido passar o tempo com ele, até alguns dias atrás. 
Vou tentar recriar o clima (para vcs entenderem pq eu fiz o que fiz):
Nós estávamos na minha casa, era de noite e nos estávamos sozinhos, pq meus pais foram ajudar minha vovó ( ela é fraca e a pandemia está sendo muito complicada para ela ). Estávamos vendo Ghost (um filme de comédia romântica dos anos 90), só as luzes da lateral da sala estavam ligadas, o que deixava ela pouco iluminada.
Ele estava com o pijama de mini dinossaurinhos (que fica extremamente fofo nele) e nós dois estávamos enrolados na coberta junto com as pipocas.
Nós estávamos rindo de uma sena da personagem da Whoopi Goldberg, e ele estava relativamente próximo de mim, dando aquela gargalhada contagiante, ele escondeu o rosto meu ombro ( ele sempre faz isso quando ri muito ou fica com vergonha de alguma sena ).
Quando ele levantou o rosto, eu JURO que eu não sei o que deu em mim (devia ser o sono), eu beijei ele e então ele... ele me deu um empurrão.
(╥︣﹏᷅╥᷅)
O momento foi muito bizarro nos dois ficamos em choque, pelo empurrão mas principalmente pelo beijo ( esse foi meu primeiro beijo, [ e conta como beijo pq eu cheguei a enfiar a língua na boca dele], e eu sei que ele sabe disso ).
Eu só consegui pedir desculpa e me tranquei no quarto da minha irmã e fiquei chorando (aliás eu ando chorando muito, ultimamente eu estou realmente emotivo ). Uns minutos depois ele bateu na porta do quarto e disse que a vó dele tinha chamado um Uber e ele ia para casa, e perguntou se eu podia abrir a porta para ele. Isso foi horrível eu não olhei para cara dele durante o caminho até a porta, eu tava tremendo e fungando muito.
Desde então não nos falamos mais, eu não sei se consigo olhar na cara dele, ele ñ me bloqueou em nada e nem contou para ninguém, mas também ñ entrou mais em contato.
O QUE DIABOS EU FAÇO?
-converso com ele sobre o que aconteceu?
-finjo que nada aconteceu ?
-nunca mais falo com ele?
-arrumo um namoro a curto prazo, só para ele ñ querer falar sobre esse assunto?
SE ELE VIER FALAR COMIGO?
-eu converso
-eu mudo de assunto
Pfv me ajudem!
Resolução: https://www.reddit.com/TurmaFeira/comments/i4t5bl/deu_um_beijo_no_meu_amigo_e_ele_me_deu_um/?utm_source=share&utm_medium=ios_app&utm_name=iossmf
submitted by NicolasSchieberwein to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.05 17:58 robby_dsg Forjaram prints contra mim e eu sai como errado

Caros Luba, editores, gatas, falecidos papelões, turma e possível convidado, OI! Antes de mais nada se sinta a vontade para ler isso com a voz q preferir. Um pouco de contexto: desde sempre me mudo bastante de cidade/escola, mais de escola, e moro em uma cidade consideravelmente pequena. Minha mãe tem depressão e um período da minha infância ela passou internada, sempre protegi ela com unhas e dente msm ñ demostrando pra ela... enfim vcs vao entender.
Qnd eu entrei no ensino médio (integral) eu resolvi "remodular minha pessonalidade" por causa de timidez eu tinha perdido muita oportunidade e por ser uma escola nova tentei não ser a pessoa estranha/excluida. Deu certo... fiz amigos, juntei casais, só não me apaixonei pq eu n sou muito desses. Enfim em meu grupo de amigos tinha o casal que eu juntei que eram os meus melhores amigos, um garoto que eu gostava, e mais 3 pessoas. A garota(pode chamar de Carls) se mudou no meio do ano e o casal teve que terminar. Continuamos no falando e tals. Não muito tempo depois DESCOBRI que o cara do casal (vamos chamar de LG) tava namorando outra mina(vamos chamar de LS), no começo eu não sabia q o LG e a Carls tinham terminado, então quando eu vi a Raynara e o LG se pegando achei que a Calrs tinha levado chifre.
(Essa Raynara por coincidência estudou comigo no fundamental que fui um dos períodos que eu não tava bem por causa da minha mãe. Eu me apoiei muito nela na época e ela espalhou pra sala toda que minha mãe era loca.)
Depois da cena do chifre que não foi chifre(perguntei pra Carls se eles ainda tavam namorando e ela confirmou q não) qse um mês dps LG queria que eu ficasse amg da Raynara e que ela qria fazer as pazes. Eu disse que já conhecia ela e q não era o tipo de pessoa que eu qria perto de mim. Eu achava ela muito tóxica eu só não disse isso, também não quis falar com precisão o q ela fez pq isso afetaria o julgamento dos nossos amgs sobre ela. LG insistiu um tempo dps dai eu falei "Cara na boa vc se enfia onde quiser só não me pede pra ir junto.". Dps disso ele parou de falar cmg e com o tempo todos se afastaram de mim, perguntei para o garoto que eu gostava o q tinha acontecido e ele falou para eu parar de pagar de sonsa e que eu era muito rancorosa. Uma amg minha chegou em mim no mesmo dia e me explicou, disse que não achava justo eu ficar sem saber o porquê de todos se afastarem. LG tinha mostrado prints onde eu puxava briga e ameassava a Raynara, precinando ela a terminar o namoro. Fiquei P* da vida! Essa amg me mandou os prints e analisei junto com a carls que tbm tinha sido vitima de prints forjados. Os de carls ela falava que era a ex e que ele ainda voltaria pra ela e que raynara era só um tapa buraco. Eu não tenho mais os prints pq já faz uns 4 anos que isso aconteceu, mas basicamente eram chats de Messenger, sem data nem hr, o formato dos balãozinhos estava no formato antigo, meu jeito de escrever tava diferente, tava NÍTIDO que ano era eu e muito menos a Carls. Mostrei para todos e não acreditaram em mim, então eu montei um print de Whatsapp melhor e mais bem bolado que da Raynara e mostrei para o LG os dois prints e disse que eram falsos disse que que não faria ele escolher mas que ele não poderiaĺ continuar acreditando naquilo. Ele ficou quieto e eu eu dei um murro na carteira que fez a turma dele me taxar de louca pelo resto do ano. Mostrei para o garoto que eu gostava e ele disse pra eu deixar quieto pq ele conhecia bem o LG e que ele era escravoceta e gado desde o fundamental. Eu nao desisti. A garota era de outra escola e conseguia me infernizar msm longe. Na saida da escola naquele dia Raynara foi buscar o LG e eu, TROUXA, fui "tira satisfação" com ela, falou que eu tava imaginado coisa e que eu tava ficando louca igual minha mãe. Eu não me aguentei e "voei" em cima dela, infelizmente não acertei nem um tapa pq me seguraram. Cheguei em casa fumaçando e contei o basico pra minha mãe (que a mina tinha chamado ela de louca e que eu fui pra bater nela) minha mãe me chamou de idiota e falou não fazia diferença nenhuma na vida dela quem a chamava de louca, disse também que se eu apanhasse pq comprei briga eu apanharia quando chegasse em casa. Matei uns dois dias de aula sem minha mãe saber e quando chegay na escola falaram que eu tinha tentado bater na Raynara pq ela tava grávida e que o LG era meu crush. Achei um absurdo mas eu tava cansade de manter a pessoa extrovertida por tanto tempo. Parei de almoçar na escola, tentava ficar o max longe de onde tinha muita gente. E quando me alguém me perguntava se era verdade eu não fazia questão de confirmar ou negar nada. Depois de três meses todos descobriram que a Raynara não tava gravida por*a nenhuma e que ela chifrava o LG com o professor da escola dela. Eu não voltei a falar com ninguém daquele grupinho e aos poucos me juntei a um outro mas que hoje tbm não converso com ninguem de lá.
Se tu leu até aqui obrigada! Ficou longa mas é uma historia que tem me tirado o sono pq não sei se fui Babaca msm ou foi tudo manipulação da Raynara... Enfim Beijos!
submitted by robby_dsg to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.01 16:44 gb_sena Eu nunca me apaixonei

E ae, bom dia! Seguinte,sou homem,tenho 22 anos e nunca me apaixonei. Aquele sentimento de verdadeiramente gostar de alguém,só pensar na pessoa o dia inteiro e ser feliz juntos, nunca rolou comigo. Eu "namorei" uma única vez e nem considero que foi um namoro. Muito disso eu creio que seja pelo fato de ser meio introvertido e nunca ter um ciclo social tão grande também. Isso nunca foi um incômodo,talvez porque eu não pensava a respeito,mas com essa quarentena eu percebi o quão daora seria namorar e ter alguém que você gosta por perto(não acho que é carência...talvez um pouco). Como eu mudo uma personalidade que foi construída a anos? Como eu mudo o jeito que eu me comporto com o próximo? Digo isso porque muito do meu sonho tá relacionado com o público. Eu quero ser relevante,quero ter um engajamento,quero falar umas coisas daora,ajudar uma galera e enfim...Acho que acabou entrando em outro assunto mas, sei lá...
submitted by gb_sena to desabafos [link] [comments]


2020.05.27 15:35 sonic_star_2 Eu queria que as pessoas acreditassem em mim, vissem que eu mudei e mudo a cada dia, mas ninguém parece enxergar

Eae pessoal, tudo bem? eu venho procurado um sub de desabafo e acabei achando esse, e aqui espero que as pessoas me entendam e q eu me sinta melhor compartilhando minhas agonias, essa é minha primeira postagem, então se eu fizer alguma coisa errada me desculpem. Dsclp tbm se ficar meio grande
Bom, a umas semanas atrás eu terminei com a minha "namorada" (A gente n era "namorado", a gnt se gostava e ficava e tal, era tipo namoro mas ela sempre disse q tava mais pra um "a gnt se ama, mas n é nada sério e tal") e eu não tava conseguindo aceitar que tudo tinha acabado, eu amava ela demais e ver ela gostando e postando coisas sobre outra pessoa tinha me deixado meio pra baixo e frequentemente eu passei a conversar com ela sobre como eu tava me sentindo, enfim, passou um tempo e semana passada eu falei com ela de novo sobre a gnt e tal, e no fim da conversa ela falou que ela realmente não sabia mais o que falar, q a gnt já tinha conversado sobre isso e se fosse pra falar comigo sobre esse assunto iam ser as msm coisas, q é algo que não é saudavel pra nenhum dos dois, pq eu to gostando de outra pessoa e vc fica chateado me vendo com outro, então se fosse pra continuar com essa conversa ela ia só me ignorar e voltar a fazer as coisas dela. Na hora eu vi que eu tinha feito merda por n ter aceitado aquilo, e eu tive um flashback e pedi desculpas, que eu não queria que ela tivesse se sentindo assustada por que eu sempre fui um cara de boa com todo mundo e nessa vez até eu me surpreendi pq aquele cara não era eu, eu sempre sou delicado com as palavras e sempre procuro entender todos os lados, mas dessa vez foi diferente...
Eu pedi desculpas logo em seguida e falei q eu nunca pretendi ser rude com ela, ou sla, fazer ela ficar desconfortável, ela é uma pessoa super importante pra mim pra eu fazer algo do tipo, visto q eu sempre me preocupei com o bem estar dela, ela falou "Eh, okay, então eu vou voltar a fazer minhas coisas aqui, boa noite :/" e eu fiquei mt chateado, eu tentei chamar ela depois mas ela n me respondia, eu mande umas músicas pra ela ouvir e falei que eu ia mudar de verdade, e só depois de várias horas ela falou: "BLZ blz, tudo bem, eu só quero relaxar agora" e sla, parecia q tava tudo bem. No dia seguinte eu conversei sobre tudo isso com minha mãe (pq eu e minha mãe temos uma relação mt próxima, eu conto tudo que acontece pros meus pais, eu n tenho nenhum preconceito falando com eles), e ela me falou que as pessoas vem e vão na sua vida, então que não era pra levar muito a sério, e teve mais coisa q eu n vou escrever aqui se não vai ficar gigante, mas ela falou no geral q ia ficar tudo bem e tal, que n era pra eu me apegar mt a essas coisas pq as pessoas vem e vão, tudo na vida é passageiro e são ciclos, e acho que por isso ter saido da boca da pessoa que eu mais admiro nesse mundo me tocou de um jeito diferente, eu botei na minha cabeça que tudo passa e sla, era provavelmente uma dor passageira, enfim, as palavras dela com as da minha mãe meio que me fizeram acordar, eu me senti realmente mudado depois de conversar com ela, ent liguei pro meu amigo que mora no meu prédio pra conversar sobre isso, quando alguns momentos antes da gnt se ligar a minha "ex" me chamou, perguntando se tava tudo bem comigo, e eu falei que sim, e que tinha escrito um texto de desculpas e tal, que eu realmente tava me sentindo mudado, de verdade, eu tava ficando de boa comigo mesmo depois de ser "acolhido" pela minha mãe, e falei que a dura que ela me deu provavelmente foi boa pra eu acordar, se não eu taria me doendo até agora, sabe? Que eu tava conseguindo me distrair melhor com meus amigos e tal, que as coisas tavam fluindo bem pra mim, eu não sentia o mesmo, parece que tudo realmente se "concluiu", sem remorso. Ela também pediu desculpas pelo dia e tal, e ai a gnt conversou um pouco e parecia tar tudo certo.
Eu entrei pra conversar com meu amigo e ai dps de várias horas conversando e nos divertindo eu entrei pra falar com ela e eu vi que ela tinha me bloqueado nas redes sociais q a gnt usa, menos no Whatsapp e no Instagram (q é por onde a gnt se fala geralmente, mas no Instagram ela privou o perfil e me tirou dos seguidores), e eu fiquei meio "Putz vei", na hora eu fiquei meio chateado pra falar a verdade, mas eu entendi e n me senti mt chateado e tal, eu meio q aceitei na minha cabeça que as coisas da vida são ciclos, e que tem gente que vem e vai, nosso relacionamento tava sendo e foi igualzinho ao do filme 500 Dias Com Ela, sem tirar nem por, foi quase 100% fiel sabe? Passou uns dias da gnt conversando um pouco (tamo conversando bem menos, sla, acho q eu n sinto mais necessidade de vir com coisas novas td hora, apesar de eu gostar mt de falar com ela eu converso com ela quando realmente quiser, não falar algo só pra não deixar a conversa morta sabe?) e eu resolvi perguntar se ela ainda tava chateada comigo, pq eu vi que eu tava bloqueado e tal, e ela falou que tipo, eu fui meio estúpido e "assustador" naquela hora, e que ela falou com uns amigos dela (Inclusive um deles q é um talarico """amigo""" meu q no começo da relação tentou ficar com ela sabendo q eu gostava dela só pq sim, ele é assim com tds as meninas q eu gosto, ele dá algum jeito de descobrir com quem eu to conversando e se meter na vida delas, só que dessa vez eu briguei com ele pq eu me cansei de ele roubar toda santa vez minhas namoradas, e dessa vez deu certo pq ela viu q ele era meio tóxico e falou q n ia ficar com ele, eles só voltaram a se falar no meio desse mês pq eles são amigos {por mais q ele seja meio idiota} e pq ele falou que sentia saudades de conversar com ela e tal depois dele postar uns poemas em homenagem a ela, mas eles nem conversam tanto). Esse cara falou pra ela coisas tipo: "Olha as coisas que ele manda pra vc, que ele posta, ele tá doente por você caralho, só vc n ta vendo", e ela me disse que isso aliado as coisas que outros amigos dela falaram sobre a nossa conversa fez ela ver e sla, me bloquear, pq isso já aconteceu com umas outras pessoas que gostavam dela e ela teve que bloquear pq tava malucas por ela, e ela não queria que isso acontecesse comigo.
Na hora eu falei que eu realmente tava mudado (o que eu realmente to) mas que entendia 100% se ela não quisesse me desbloquear, e ai ela falou q ia esperar esses "ânimos" passarem pra ela me desbloquear, até pq os amigos dela ficaram meio preocupados com ela e tal. Desde antes de ontem eu tentei falar com ela normalmente como sempre, mandando meme e conversando sobre a vida e tal, mas ela tava me ignorando (até ai de boa, pq ela faz isso e mts amigos meus tbm, ent de boa com isso, é meio chato qnd isso acontece mas de boa, sem problema algum) mas dessas vezes eu queria conversar com ela pq eu gosto de falar com ela (Eu to chamando ela bem menos, mas de vez em quando eu gosto de conversar com ela pq eu amo falar com ela, ela me entende e com ela eu consigo ser aberto sobre tudo, é incrível falar com ela), mas ela tava ignorando minhas mensagens chamando e tal.
De novo, não é algo que me deixa triste pq ela e mts amigos meus fazem isso, ent de boa até ai, só fiquei meio chateado por que eu vi que ela tinha postado coisa no perfil dela e curtido uns posts de amigos, então acho que ela não queria conversar comigo. Eu quero q ela veja q tá tudo bem comigo, q eu realmente não preciso dela e que eu finalmente entrei em conciliação comigo mesmo e que eu to partindo pra outra, mas q eu só n quero parar de falar com ela pq ela é importante pra mim, q na hora eu perdi a cabeça e ta tudo bem agr, mas parece q as pessoas n tão vendo com os mesmos olhos q eu. E agora entra o título do post, eu tive um certo pensamento depois disso pq sla, eu sinto que comigo as pessoas não conseguem acreditar q eu mudei, ou que as pessoas assumem coisas sobre mim sem saber, eu n sei explicar.
Um exemplo: eu fiz por esses dias um teste pro meu colégio sobre espectro político (n sei se vou ser julgado por opniões políticas aqui kkkkk, mas foca na história), e tipo, meus ideias sempre foram Liberalistas, liberdade de indivíduo, livre mercado, etc. Só que quando eu fiz o teste deu que eu era de Centro (eu não tinha entendido algumas questões direito e admito que acabei respondendo algumas de forma errada, tanto que mais pra frente eu refiz o teste e deu dessa 2ª vez q eu era liberal), eu mandei a foto pro pessoal e a primeira coisa que eles apontaram foi "Caracas, o Matheus é o que teve maior porcentagem de autoritarismo", por isso eu falei q o teste tinha dado meio errado, pq eu como liberalista prezo sempre pela liberdade individual de cada pessoa. Eu falei q isso dai tava meio errado pq eu era liberal e eles falaram "iiiiii ó o cara vindo com desculpinha" e ai entra o negócio que me deixa mais triste, parecem q sla, n vêem que as pessoas mudam. Por mais que eu já tenha apoiado uma visão mais autoritarista, eu mudei, minhas opniões mudam ao longo do tempo, mas por mais q eu tente me justificar, eles ainda não veem nos meus modos q eu mudei
Eu n sou o mesmo de 1 ou 2 anos atrás, 1 ou 2 dias atrás, 1 ou 2 segundos atrás, as pessoas estão sempre em constate mudança, igual diz Heráclito: "Não se pode tomar banho duas vezes no mesmo rio", Tudo flui. Na próxima vez que me banhar no rio, nem o rio será o mesmo, nem nós seremos os mesmos, mas parece q as pessoas n veem isso.
Eu refiz o teste, deu liberal dessa 2ª vez, deu muito mais liberal do que autoritário e eu tentei me justificar, dizendo que eu não tinha entendido algumas questões e tal (o que é verdade), só q essa merda de opinião ainda fica na cabeça das pessoas "Quem tenta se justificar é pq ta com medo de ser aquilo mesmo q chamam ele", ai eu falei com eles e tal, mas é isso q eu to falando, n só nesse caso pq agr com o da minha amiga tá dando pra ver isso acontecendo: Eu tenho certa apreensão, n é nem medo pq eu meio q ja aceitei q se ela sair da minha vida tudo bem, é a apreensão de q sla, ela tenha uma imagem errada sobre mim e n consiga ver q eu realmente mudei, e quanto mais eu tento me justificar parece q para as pessoas essa "impressão errada" q elas tem fica só mais aparente :(
É tipo: Deu q eu sou autoritário ali no teste, por mais q eu tente provar q eu n sou e prezo pela liberdade, as pessoas vão falar "Iiiiiiii, se ta falando de mais é por q ta com medo de assumir" só q mano n é nada disso, e eu n sei fzr com q as pessoas entendam isso, ngm sabe o que ta na minha cabeça, mas quanto mais eu tento me mostrar transparente eles sla, ignoram, n sei explicar velho, isso é mt chato pq eu posso ser 100% honesto com os meus amigos q eles n veem q eu mudei. Com a minha amiga eu sei que eu sempre pude falar com ela sobre tudo e sempre fui 100% honesto com ela, e ela sempre pareceu me entender, só q agora parece q sla, eu to com medo dela ficar igual meus amigos, pensar q eu só to falando q ta tudo bem de verdade e pra ela n me odiar e parar de falar comigo. O problema é q sla, mesmo eu falando q tá tudo certo de verdade, ninguém parece acreditar, é foda, eu queria q as pessoas vissem pra mim e falassem "Ó cara, eu reamente acredito q tu mudou", mas n é o q acontece. Eu to realmente 100% de boa com ela, apesar de eu estar chateado pq ela ainda n me desbloqueou e me ignorar de vez em quando, mas eu quero acreditar q isso vai vir com o tempo, eu só fico meio sla, triste pq eu me mostro transparente com as pessoas e elas falam "Po, vc n é assim n kkkkkkkk". CARALHO VELHO, ELAS TÃO NA MINHA CABEÇA POR ACASO PRA SABER COMO EU TO? PRA FALAR COMO EU SOU? ELAS SABEM MAIS DE MIM DO QUE EU MESMO PORRA? NÃO!
Então eu acho q as pessoas tinham q sla, começar a ver o mundo do mesmo jeito q eu passei a aceitar e acreditar mais nas pessoas depois de um tempo (sla, por mais q aquele meu amigo talarico por exemplo tenha se desculpado comigo, eu sei q de verdade ele ainda tá puto pq n deu certo ele roubar minha namorada dessa vez e quer me fuder {ele fala mt merda de mim pra ela, sempre falou na verdade, e justamente por isso ela deixou de falar com ele por um tempo}, mas mesmo assim eu n vou insistir e ficar debatendo, se ele disse q realmente mudou mas n mudou, ele só vai estar mentindo pra si mesmo, fazer os outros acreditarem que ele é legal pra depois quebrarem a cara, sabe? Ou sla, outras coisas q acontecem q eu acredito realmente na mudança das pessoas sabe? Eu queria q as pessoas me vissem com os msm olhos q eu vejo elas, vendo q as pessoas mudam, mesmo q sla, em um pedaço pequeno de tempo, como foi comigo q demorou menos de 2 dias pra eu conseguir aceitar q tudo acabou e tirar minha amiga da minha cabeça
Outro e último Exemplo: Eu tava pra editar um vídeo de um amigo meu lá q falou pra eu fzr o vídeo ficar engraçado pra ele postar. Eu nunca recusei fzr essas coisas, sempre q meus amigos precisam de algo q eu posso ajudar eu ajudo, só q dessa vez eu realmente tava sem inspiração pra editar, elaborar as piadas do video, tlgd? eu n tenho agora a msm "engraçadez" de um tempo atrás, e eu falei isso pra ele: "Olha, desculpa, eu posso tentar mas eu n to mt com idéia ultimamente pra editar vídeo, eu n to mais conseguindo fzr os ngc engraçado, então se n ficar engraçado de boa?", e tipo, ele falou "N po, de boa, entendo 100% como é, mas vc consegue cara", e tipo, sla, esse amigo meu foi super de boa, mas tenho certeza que se fosse com alguns outros q eu tenho eles iam falar "Caralho, então vc ta falando q n quer editar pra mim? sendo q tu ta ultimamente editando uns videos de memes curtos? (eu tenho um canal no ytb e agr na quarentena eu to postando direto uns vídeos curtos engraçados q eu edito, já q eu n to com cabeça pra editar vídeos longos e elaborados, sabe?) isso pra mim é desculpinha pq n quer editar pra mim" tlgd? e sla mano, isso é idiota de mais kkkkkk pq por mais q eu tente mostrar e fazer eles entenderem q sla, eu n to com cabeça pra editar vídeo msm, elaborar piada ultimamente, eles n entendem velho, e isso é uma bosta pq parece q é de propósito. Se fosse eu no lugar deles eu provavelmente ficaria sla: "Po qq ta acontecendo com vc? quer ajuda? eu ajudo a editar se quiser" ou "Po te entendo perfeitamente, tudo bem, outro dia se tu ficar melhor pode fazer, mas se n quiser sem problemas :3" sabe? Eu queria q as pessoam vissem como eu me sinto por dentro, ou que eu mudei minhas opiniões e jeitos, mas quando eu tento mostrar as vezes nem funciona e sla, o pessoal ignora, queria que vissem q eu realmente mudei, mas n vou forçaempurrar q eu mudei pra eles, eu quero q as pessoas enxerguem q eu realmente mudo a cada dia, mas sla, as pessoas n parecem ver isso
Provavelmente se esses meus amigos vissem q eu postei esse texto aq eles iam falar "iii olha lá, o cara tá fazendo draminha, ta postando no reddit só pra provar q ele mudou, e quem tenta provar as coisas de mais é pq ta com medo de estar errado"
É foda :/
submitted by sonic_star_2 to desabafos [link] [comments]


2020.02.25 13:47 RaposaAnonima12 QUEM VC ACHA QUE SOU PART2

O denovo onde eu parei ae no casamento forçado como eu tinha falado eu arumei um namorado a 4 dias atraz so que me arumaram um casamento forçado com um cara (MEUS TIOS FIZERAM O CASAMENTO FORÇADO COM MEUS PAIS) eu nao gostei disso pq o casamento era o filho do paremte da minha mae e eu nao gostei vc se pergunta ele era bonito era um pouco so que eu fui conta pro meu namorado meu namorado fico indiguinado pq nois tinhas acabado de começa o namoro e ele estudava trabalhava so pra impreçiona meu pais para eles nao pença nada de ruim SO QUE ELE FICO COM TANTA RAIVAQUE SE MUDO eu fiquei um dia chorando que minha vida nao tava bem quase entrei em depreçao mais adivinha quem tava la o prometido fiii o bicho malhava muito com aqueles musculos passo ums meses e eu esqueçi meu ex eu e o prometido que ele ta do meu lado e ele nao que eu faleo nome dele foi virando amiguindo por algum motivo toda a minha familia saiu de casa e agente assistindo o filme do it a coisa 2 so que ele começo a converça comigos e ele começo a passa a mao na minha cocha (LEIA PARTE 3)
submitted by RaposaAnonima12 to u/RaposaAnonima12 [link] [comments]


2019.08.12 07:24 echimenes SOBRE O LADO COMPLICADO DAS RELAÇÕES - HOMOAFETIVAS OU NÃO

Ok, isso é literalmente um desabafo. Acho que já passei da fase das reclamações - e essa nem seria a função desse grupo. Mas aviso desde já: história longa a frente.
Primeiro, vou contextualizar vocês:
Eu tenho 22 anos de idade. Formado em Contabilidade em uma universidade federal. Me considero bonito, tenho boas comunicações sociais no ramo profissional e já trabalho na minha área de formação a quase 2 anos.
Sou gay. Não assumido para familiares - não por escolha, mas simplesmente por que não me preocupo com o que vão pensar de mim. Eu sou o que sou e tenho pleno orgulho de mim. Não preciso ficar anunciando a ninguém. Quem já sabe, e algumas pessoas mais próximas a mim já sabem, me aceitam sem complicações ou preconceitos imaturos.
Sempre fui mente aberta, porém apenas me reconheço como homossexual a pouco mais de 3 anos. Morava em uma cidade minúscula até mudar definitivamente para a cidade onde a minha universidade se localiza, uma das maiores do estado. Aqui, terminei minha graduação e consegui um bom emprego. Viver com a minha avó, depois do falecimento da minha mãe aos meus 11 anos, me fez crescer livre, embora minha timidez excessiva na adolescência não me permitiu ser um cara de festas e baladas, ou bebidas e outras drogas lícitas. Não sou de muitos amigos até hoje, embora seja mais extrovertido do que jamais fui.
Gosto de escrever. Muito. Meu sonho é ganhar dinheiro escrevendo um dia, seja livros ou roteiros de novelas e filmes - confesso: eu penso alto, embora meus pés estejam bem firmes no chão. Sou nerd quando o assunto é ciências, filmes, séries, livros e coisas dessa área pop. Gosto de fazer amigos que curtam o mesmo que eu.
Agora vamos ao "problema":
Eu me apaixonei por um garoto. Um ano mais velho que eu. Nem um pouco nerd e de personalidade extremamente mais dominante, mais autoritária. Um cara mandão, do tipo que não aceita "nãos" como resposta para nada.
Eu, que cresci sendo mimado pelas mulheres da minha família, jamais pensei que fosse me desarmar por outra pessoa como aconteceu. De verdade, pensei que eu fosse ser um grande babaca quando encontrasse o amor da minha vida.
"Grande engano o seu!" - disse o coração.
Pois é, o amor veio. Jamais senti o que senti por ele quando nos conhecemos. Foi bem na época em que eu "soube" que gostava de garotos e esse cara literalmente me ensinou, me introduziu ao mundo LGBTQ+. E só Deus sabe o quanto eu adorei isso. Aprendi a perder o pouquinho de preconceito que eu ainda trazia comigo desde antes de me ver nesse meio. Ele cuidou de mim, me ajudou a me adaptar nessa nova cidade e me fez pensar estar num sonho.
Obs.: sem contar que tudo o que sei 'na cama', adivinhem? Foi ele também que me ensinou. Virgem até os 20. Pronto, falei.
Eu realmente espero que outros homossexuais que lerem esse texto se identifiquem com a minha história. Eu não acho que seja tão incomum assim passar pelo que eu passo.
Começamos a namorar. Eu conheci a família dele. Passei a frequentar muito sua casa e a dormir lá mais vezes do que eu dormia na minha própria durante a semana. Seis meses haviam passado e já fazíamos planos ousados de irmos morar juntos dividir um mesmo aluguel e um mesmo lar. Ter nosso próprio doguinho.
Logo quando encontramos nossa nova casa, com menos de um ano que nos conhecíamos, resolvemos fazer nossa "lua de mel". Compramos juntos uma viagem para o Nordeste, onde ele viu o mar pela primeira vez comigo - eu já havia visto antes, durante um Simpósio no sul em que fui com minha turma da faculdade.
Foi durante essa viagem que senti as coisas começarem a desandar. Eu soube desde o início que ele era obsecado por sexo. E não me entendam mal, eu também gosto, mas no caso dele - ser assumido desde muito pequeno, ter conhecido o mundo do sexo logo com seus 14 anos de idade e nunca ter sido muito controlado pela mãe que o criou para ter cuidado com esses assuntos, creio que isso mexeu com a cabeça dele -, imagino que isso o deixou ser mais guiado pelo lado irracional da coisa.
Eu sei que muitos casais passam por isso. Apimentar a relação, encontrar uma forma nova de fazer. De repente, um brinquedo ou um até mesmo um terceiro. Sim, hoje eu sei que isso é a coisa mais normal no mundo. Não é um bicho de sete cabeças. Não é um BIG DEAL. É o ser humano. Somos nós. Cansamos do mesmo corpo, dos mesmos lábios, dos mesmos assuntos. Não tem a ver com amor. Tem a ver com adrenalina. Precisamos sempre de renovações, de viver novas aventuras. É maior do que nós. Pessoas desimpedidas passam por isso dia após dia. Mas chega a ser um tabu para os casais. E não estou falando apenas de homossexuais. Homens e mulheres se machucam o tempo todo quando chegam nesse estágio do relacionamento. É triste e desencorajador, mas devo dizer que para quem passa por isso, pode ser um grande ensinamento de vida.
Não sei se é por sermos dois homens ou se é por termos feito as coisas muito rápido, mas com menos de um ano de namoro, cansamos um do outro. O amor não diminuiu, pelo contrário, ainda é o mesmo. O que mudou foi a falta de novidade. Ele já tinha tido muito mais experiências do que eu. Havia passado por loucuras que rezo para nunca ter que passar. Mas eu, em termos, ainda sou um iniciante nesses assuntos. Ele queria mais do que isso.
Sugeri um terceiro. Sou MUITO mente aberta. A ideia não me magoou no início, embora tenha me assustado, confesso. Ele prontamente aceitou e aconteceu ainda nesse viagem. Minha primeira experiência a três, mas não a primeira dele, claro. Embora eu não tenho dito nada a princípio, isso mexeu comigo. Não soube como reagir. É estranho ver a pessoa que você ama com outro. Okay, eu deixei, eu permiti aquilo, mas quando aconteceu, fui invadido por um sentimento totalmente novo.
Depois da viagem, as coisas não melhoraram muito. Fizemos a "brincadeira" outras várias vezes, mas parecia não ser certo. Eu vejo pornografia online diariamente como todo garoto da minha idade. Isso nunca me afetou ao ponto do vício.
Então as desconfianças começaram.
Eu ia para o trabalho nos dias em que ele tinha folga e ficava imaginando o que ele estaria fazendo em casa. Ou com quem ele estaria. Vejam bem, não sou ciumento, mas eu já sabia do que ele era capaz por causa do sexo. Aliás, não se trata de ciúmes; é algo mais... ético. Poxa, somos um casal. Praticamente casados com alianças e tudo. Já fizemos ménage antes e não haveria por que pensar que pudesse haver traição no meio. Eu tinha esse sentimento dentro de mim - ainda tenho -, de querer conhecer alguém diferente, me envolver como me envolvi com ele. Sabem? Me sentir como me senti no começo com ele. Quando a chama da paixão era ardente e incontrolável. Mas não poderia deixar nada mesquinho aflorar de dentro de mim. Eu amo ele. Ponto.
E foi então que eu descobri. Eu já estava às vésperas de me formar na faculdade. Estava com emprego novo e tudo parecia correr as mil maravilhas. Eu soube através de um meio anônimo que ele estava saindo com outros caras. Não poderia dizer quantos, mas sabia que eram mais do que um. Meu mundo só não caiu por que sei me virar em situações de emergência. Sei alinhar meus pensamentos. Sei administrar o que é racional do que não é.
Não joguei nada na cara dele. Deixei as coisas fluirem. Continuei a trabalhar durante o dia e pegar o ônibus para ir a faculdade a noite. Nos finais de semana, eu limpava a casa e lavava nossas roupas. Por ter poucos amigos, praticamente não saia nas folgas.
Não demorou muito para eu também começar a sair com outras pessoas. As escondidas, claro. Era só sexo. Nada de contatos. Apenas satisfação da carne. Ele fez, por que eu não podia? Também sou jovem, bonito, por que bancar a Cinderela com a madrasta e as primas más? Podem me julgar a partir daqui, mas me senti revigorado. Senti a chama de novo. Não me senti me vingando, estava muito além disso.
As vezes ainda fazíamos nossos trios, mas com frequência menor do que antes. Então um dia, ele descobriu que eu também pulava a cerca como ele. O cara com quem eu havia saído numa folga minha em que ele trabalhou, não sei por qual motivo - talvez para ver o circo pegar fogo - mandou prints de nossas conversas para ele e aí... bem, não foi tão frio quando eu fui. Brigamos como nunca. Claro que já havíamos brigado antes por vários motivos diferentes - inclusive por sexo -, mas essa briga em especial foi a maior. Decidimos nos separar. Ele jogou varias hipocrisias na minha cara e eu, bem, eu aceitei. Foram sete dias sem nos vermos. Eu já estava pensando em me mudar para a casa de um primo até saber para onde iria, quando tivemos uma última conversa. Abri minha alma, expliquei o que eu havia feito e por quê. Lembram do que falei sobre não aceitar "nãos" como resposta? Pois é, isso vale para não aceitar que a culpa recaia sobre você também. Foi uma conversa difícil. Tínhamos um cachorro para cuidar. Uma casa alugada com um contrato de aluguel ainda longe de vencer e dívidas contraídas juntas para liquidar. Talvez tenha sido a junção de tudo isso, daquela dívida moral que eu sempre vou ter com ele por ter me ajudado tanto no começo, mas reatamos.
Continuamos juntos, embora elefantes ainda caminhem pela nossa casa. Eu sei perdoar. Já perdoei várias coisas e pessoas antes dele. Não guardo mágoas, pois sei dos malefícios que se dão com isso. Não gosto de atmosféras tóxicas dentro de um relacionamento, seja ele amoroso ou não.
Agora, sinceramente já não ligo para as folgas dele. Não ligo para o fato de quantos caras ele vai levar para a nossa cama enquanto eu Não estou por perto. Eu sou mente aberta ao extremo. Talvez se ele tivesse me pedido antes de fazer, eu tivesse deixado. Não estou decepcionado e não me sinto traído. Não choro por isso a noite depois que ele já dormiu. Minha consciência está, acreditem vocês, tranquila. Certa vez, num banheiro público, li a seguinte frase:
"Você tem certeza que não está colocando vírgulas ainda deveria estar colocando pontos finais?"
Pois é, eu sei que estou colocando vírgulas. Muitas. Sinto que metado de mim iria embora no momento em que nos separassemos definitivamente. Pois mudei muito depois que o conheci.
Mudo a cada dia estando perto dele e sabendo do que aconteceu. Me sinto preso. Preso em algo que já parou de andar. Isso me faz querer me odiar, mas eu também tenho amor próprio. Ou será que acho que tenho por pensar assim e fazer algo totalmente diferente?
Eu sou um garoto e a outra pessoa também é. Somos um casal homossexual vivendo num país predominantemente homofóbico e intolerante. Mas eu sei que essa minha história é a mesma que muitos outros casais vivem ou já viveram por aí. Eu amo esse cara. Amo ao ponto de ainda estar com ele depois de tudo. Amo ao ponto de saber que estaríamos melhor separados. Mas me faltam forças para dar esse passo.
submitted by echimenes to desabafos [link] [comments]


2019.08.05 02:42 Joovtoo Preciso de ajuda

Acabei de fazer uma cagada no meu relacionamento, exatamente a 2h, e como de costume venho aqui falar dos meus problemas e pedir ajuda. Namoro a 2 meses, tenho 18 anos, meu primeiro relacionamento em que sinto reciprocidade e sei o tanto de amor que temos como casal. Não vim falar sobre meu amor, apenas entendam que é verdadeiro. Sempre fui meio babaca em certos comentários, bem babaca mesmo, e tenho um grp de amigos só pra falar as maiores tolices que fazemos, igual qualquer homem otário faz. O problema foi que minha namorada viu esse grp e o quanto somos tóxicos, e ainda por cima viu um comentário que fiz em tom de brincadeira se referindo a ela, antes de começarmos a namorar. Ela sempre foi insegura quanto a si, e eu simplesmente fiz ela se ferir de um jeito que não sei se pode ser reversível. Ela acabou de sair de casa chorando e deixando claro o quanto fui nojento por diversos motivos. Agora não sei mais o que fazer, tentei ligar pra ela pra me resolver e fazer de tudo pra reverter o que fiz, até mesmo prometer mudança (algo que eu nunca fiz em nosso relacionamento), por nós, EU AMO MUITO ELA E TENHO MEDO DE PERDE-LA, e sei que ela me ama igualmente. Por ela mudo minha postura e faço de tudo, pq sinto reciprocidade. Só queria que alguém pudesse me orientar a fazer isso do jeito certo, pq sei que ela quer se resolver também, mas tenho medo de agravar mais as coisas e fazer ela terminar cmg. :(
submitted by Joovtoo to desabafos [link] [comments]


2018.05.09 02:57 porco-espinho A menina que mudou minha vida. (E ela provavelmente nem sabe disso)

Tô meio reflexivo nos últimos dias e também estou tentando melhorar minha escrita, então juntando o útil ao agradável, está saindo esse desabafo.
Antes queria falar sobre o que eu acho de mim mesmo, pra dar algum contexto. Acho que minha melhor qualidade é a falta de orgulho, e o fato que sou muito egoísta, sempre me coloco a frente de qualquer outra coisa ou pessoa. Juntando os dois eu acabo sendo alguém que sempre está do lado do time que está ganhando. Mudo de posicionamento e de opiniões como se fosse cueca, muitos me acham hipócrita, provavelmente estão certos. Também sou bom em influenciar pessoas, sempre consigo que as pessoas a minha volta, tenham as ideias que eu acho certas.
Com o contexto criado, vamos à história, tudo começou quando entrei no colegial. Eu odiava escola, sempre fui aquele aluno mediano, mas puxado pra zuera, não estava na lista dos três piores alunos da sala, mas meus pais tiveram que ir na escola algumas vezes. Desde o fundamental eu carreguei comigo um amor pela matemática, era minha matéria preferida, sempre ia bem nela (em física também), mas em todas as outras eu era uma aberração, sempre mendigando arredondamentos pra somar a nota mínima e passar de ano, recuperações e provas substitutivas eram parte do meu cotidiano.
A escola que eu estudava era grande, tinham várias turmas do mesmo ano, é era comum as turmas se comunicarem pra trocar trabalhos e tarefas. Em uma dessas, no meu segundo ano, acabei pegando o MSN da Luiza (nome fictício), uma garota de outra turma que tinha pego o mesmo tema que eu. Adicionei é fui pedir o trabalho para copiar, ela foi muito educada comigo mas negou, não me passou, nem deu uma desculpa, só falou que não ia passar e mudou de assunto. Fiquei meio perdido, não esperava aquilo, já tinha feito várias vezes e sempre conseguia no final, mas ela foi diferente, me deu várias dicas de como fazer o trabalho, mas não me deu ele pronto. Acabei tendo que fazer, não entregar ele significava que eu não teria mais chance alguma de passar direto naquela matéria.Depois disso, passei a conversar com Luiza frequentemente, as vezes na escola mesmo, mas normalmente pelo MSN, ela sempre me ajudava com algumas tarefas do gênero.
Nesse ponto eu preciso falar mais sobre Luiza, ela sem dúvidas estava no top3 das meninas mais bonitas do meu ano, mas ela namorava um cara do terceiro ano. Ela era a menina super dedicada, filha de um casal de professores, ela era a detentora do melhor boletim do ano, era a garota que todos os professores amavam. Totalmente certinha e perfeitinha é a melhor definição que tenho pra ela nesse momento. O tempo foi passando, e mantive esse contato com ela, aliás ela sempre me ajudava, quando eu realmente precisava fazer algum trabalho.
Românticamente meu segundo ano foi bem legal até, tive alguns rolinhos característicos dessa idade, mas nada sério, só ia levando. A coisa melhora logo depois que acaba o ano letivo. O terceiro ano vai fazer a tradicional viagem de formatura e o namorado de Luiza decide que queria aproveitar solteiro. No momento não passou nada pela minha cabeça, só segui minha vida e segui conversando com ela, mas agora as vezes as conversas se alongavam por horas e começaram a ficar mais frequentes.
Quando começou o terceiro ano eu tinha certeza, precisava me aproximar mais dela, era mina única chance. Mas eu não sabia como ela poderia se interessar por mim, eu era só o garoto que tinha problema com as notas, bom em matemática e viciado em jogos de PC e ela era perfeita.
Não tenho muito o que comentar nesse ponto, as coisas foram seguindo naturalmente, até que um dia, aconteceu e tentei beijar ela. Para minha surpresa, fui correspondido, e a Luiza me beijou de volta, foi o início do nosso namoro. Foi uma época mágica, eu realmente fiquei apaixonado por ela e me sentia correspondido. Ela melhorou minha vida em todos os aspectos, meu comportamento, minhas notas, minhas atitudes, minha responsabilidade, tudo influenciado por ela, eu já tinha mudado muito, mas ela ainda ia mudar muito mais em mim.
Mas com isso também vi o outro lado dela, o que antes eu achava uma menina brilhante, agora eu via uma menina dedicada. Ela não tinha facilidade nas matérias, mas sim estudava por incontáveis horas na sua casa, pra manter o nível de excelência. Realmente, não acho que nesses últimos 10 anos eu conheci outra pessoa tão dedicada quanto ela. Outro ponto importante é que é ela era muito sonhadora, com 17 anos ela já tinha a vida dela inteira programada, quando ia casar, quando ia ter um filho, quando ia trocar de emprego, realmente tudo, e eu estava inserido nesse sonho dela, mas eu via que claramente ela conseguiria fazer tudo aquilo sozinha.
Tivemos um ano incrível, terminamos o colegial juntos, tive notas de um aluno normal (e não de um idiota) até nossas famílias já se conheciam e se "gostavam", mas como todo recém formado, entramos pra faculdade. Eu fui fazer computação em uma faculdade da cidade e ela passou em um curso tradicional de humanas em uma faculdade na cidade vizinha. Como todo adolescente idiota eu conheci o mundo das festas da faculdade, primeiro semestre e eu estava sempre tentando ir pra festa, ela também entrou na onda, curtimos muito nos primeiros meses das nossas faculdades.
Só que eu precisava de mais, eu queria curtir aquilo ao máximo e nesse ponto Luiza passou a ser um problema pra mim. Não demorou muito pra tomar a decisão que eu precisava estar solteiro pra curtir aquilo ao máximo. Passei a colocar na cabeça dela que precisávamos terminar, pouco tempo depois tivemos o fatídico dia em que "juntos" chegamos a conclusão que seria melhor para os dois se terminamos. Mas a realidade é que eu já tinha todas as falas e todos os cenários programados na minha cabeça, só precisei fazer ela dizer as palavras, foi fácil eu conhecia ela muito bem.
Nesse momento eu sabia o que tinha feito e sabia que tinha trocado uma vida perfeita, com a menina perfeita e precisava fazer aquilo valer a pena, não importava o preço disso. Foi minha segunda era de ouro, eu curti muito, zuei muito, bebi muito, me droguei muito e segui a vida cheia de exageros. Sempre com o pensamento de que eu troquei a Luiza por aquilo, então eu precisava fazer valer a pena. Meus pais não são ricos, então pra sustentar meu estilo de vida, logo consegui um estágio em programação.
No estágio logo eu vi uma oportunidade pra ser efetivado, mas eu estava concorrendo com outros cinco estagiários, todos em anos mais avançados do que eu na faculdade. Nesse ponto o pensamento de Luiza sempre me voltava, eu precisava da vaga, pra provar pra mim mesmo que eu tinha feito a decisão certa. Em três meses de estágio fui efetivado, depois de muito estudar por conta é trabalhar praticamente o dobro do que era necessário. Levei muito a sério a ideia de Play Hard, Work Hard, essa era minha vida agora.
A história se repetiu mais algumas vezes, e tive uns ascensão bem grande em um curto tempo, tudo graças a Luiza. Nesse ponto ela passou a ser um ideal de vida pra mim, apesar de nunca mais ter tido muito contato com ela, era a lembrança de ter deixado ela, que me motivava à ir pra frente e pra cima. Eu queria provar pra mim mesmo que tinha feito a escolha certa.
Hoje já se passaram quase 10 anos desde que começamos a namorar, e vejo o quanto aquela menina me mudou e o quanto eu ainda colho frutos disso. Tive outros relacionamentos no caminho, mas nunca foram metade do que eu tive com aquela menina que não me ajudou com o trabalho de Geografia. Fui muito mais longe do que qualquer pessoa poderia imaginar, todo mundo sempre achou que eu tinha um dom ou algo especial, mas era bem mais complexo do que isso. Tenho hoje um salário maior do que um governador e participação em três empresas. Hoje Luiza já não é minha fonte de inspiração, mas sempre que dizer o quão importante ela foi na criação de tudo isso, na minha criação.
Desculpa, ficou muito longo, se alguém leu até aqui, obrigado mesmo! Digitei no celular então vou ainda dar uma re-lida e possívelmente editar alguns erros, mas todo e qualquer feedback será muito bem aceito.
Espero que você esteja feliz Luiza. Te desejo tudo de melhor, você é incrível.
submitted by porco-espinho to desabafos [link] [comments]


Zé Amaro - Namoro Bom - Grande Tarde (Sic) - YouTube Melhor Amiga vs Namorado / 10 Pegadinhas Engraçadas! - YouTube PEDI TODO MUNDO em NAMORO no SERVIDOR da BREAKMEN (TAVA SÓ ... O MELHOR PEDIDO DE NAMORO DO MUNDO Zé Amaro - Telefone mudo - 2015 - YouTube Melhor namoro do mundo - YouTube Melhor pedido de namoro do mundo YouTube O primeiro encontro mais lindo do mundo! Namoro à ... Maria Cecília e Rodolfo - Namoro Démodé - YouTube

Bate-papo anônimo para namoro on e encontros e amizade ...

  1. Zé Amaro - Namoro Bom - Grande Tarde (Sic) - YouTube
  2. Melhor Amiga vs Namorado / 10 Pegadinhas Engraçadas! - YouTube
  3. PEDI TODO MUNDO em NAMORO no SERVIDOR da BREAKMEN (TAVA SÓ ...
  4. O MELHOR PEDIDO DE NAMORO DO MUNDO
  5. Zé Amaro - Telefone mudo - 2015 - YouTube
  6. Melhor namoro do mundo - YouTube
  7. Melhor pedido de namoro do mundo
  8. YouTube
  9. O primeiro encontro mais lindo do mundo! Namoro à ...
  10. Maria Cecília e Rodolfo - Namoro Démodé - YouTube

Zé Amaro - Namoro Bom - Grande Tarde (Sic) 11/04/2016 Subscreve aqui: https://www.youtube.com/channel/UCDr1rkNvzPCEfh5ZCJeqpdg?sub_confirmation=1 14 Truques De Segurança e Truques De Primeiros Socorros Que Você ... Zé Amaro - Telefone mudo - 2015 🕊 Twitter: @TeafeOficial 📷 Instagram: @teafe 🎮 Facebook: João Vitor Campos Ajude o canal a crescer rapidamente, divulgue para seus amigos e compartilhe este ... (English subtitles)Voce quer me mandar algo? agora voce pode! Endereço no Brasil: Rua Santa Edwiges nº 158 A Bairro: Teodoro Condé Cidade:Ressaquinha - MG CE... Flauber se declarando para sua amada, e pedindo ela em namoro. #Flauber&Nagela. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. A faixa 'Namoro Démodé' pertence ao EP 'À Vontade' de Maria Cecilia e Rodolfo. Ouça e baixe 'Namoro Démodé' em todas as plataformas digitais: https://onerpm.... reagi ao “melhor pedido de namoro do mundo” The Cast of 'On My Block' Share Their First Crushes, Splurges, and More Teen Vogue - Duration: 10:35. Teen Vogue Recommended for you. New Vitão