Namorando no telefone

O aplicativo permite que você espie remotamente o iPhone sem tocar no telefone de destino. Veja quais informações o mspy pode ajudá-lo a espionar o telefone do seu namorado. Rastreamento de chamadas: Esta propriedade permite visualizar todas as chamadas recebidas e efetuadas, a duração e o número de chamadas feitas pelo seu namorado. Namorar é muito bom, principalmente quando podemos estar perto de quem amamos e queremos. Este desafio de namoro por telefone é especial para aqueles que têm namorada distante, em outras cidades ou para aqueles que gostam de ficar falando com a namorada e namorado o tempo todo, até na hora do trabalho! Baixe estas Foto grátis sobre Namorado e namorada sendo viciados em seus telefones, e descubra mais de 5 Milhão de fotos de arquivo profissionais no Freepik Lembre-se disto como uma «Bíblia das mulheres» e, em seguida, vamos entender exatamente como falar com seu namorado no telefone. Ligue para ele, sempre tomar corretamente um interesse de seu emprego no momento. I investigado e ouviu que ele estava ocupado, ligue mais tarde, ou melhor deixá-lo ir sozinho. Que significa sonhar com fala com namorado no telefone? Significado de fala com namorado no telefone na resultados da pesquisa:. Dicionário dos Sonhos - interpretação de sonhos com fala com namorado no telefone. & significado dos sonhos com fala com namorado no telefone.Cerca de 289 resultados em dicionário de sonhos, onde você pode encontrar o símbolo, você está procurando. Foto: Google Maps Casal foi deixado nas imediações de uma lavanderia comunitária próxima à Ponte Estaiada Uma pedagoga foi vítima de sequestro relâmpago com o namorado no dia do próprio ... Etapa 3: Instale o aplicativo mSpy no telefone de destino. Após a assinatura bem-sucedida do serviço, você obterá um link para download, basta baixar e configurar o aplicativo mSpy. Faça login com sua conta mSpy e autorize o mSpy a acessar dados no celular monitorado de acordo com as instruções. Em seguida, você pode optar por excluir o ...

QUANDO EU ACHO QUE ELE VAI PARAR, ELE CONTINUA

2020.09.22 06:06 britojp QUANDO EU ACHO QUE ELE VAI PARAR, ELE CONTINUA

É isso, meu pai tá cada vez mais insuportável, ninguém aguenta, chega uma da manhã do bar mandando eu dormir, sendo que dormindo 2 da manhã, eu acordo cedo, e ele ainda acorda falando que eu não faço nada e já mandando eu encher as garrafas d'água, ainda xinga a gente todo dia, dps que eu olhei no app da carteira de trânsito e falei pra minha mãe que tinham duas multas na mesma avenida, ela falou pra ele e ele ficou bravo e falou que é porque ela sai pra bater perna e pra ficar namorando, sendo que é pra usar o banco 24 horas da padaria, e aquela avenida também tem lugar pra comer e outras agências, ela vai lá todo dia, sendo que quem traiu ela com mulher do bar foi ele, Jean, amigo da minha mãe da academia, chamou ela no portão pra eles irem. A noite ele já reclamou, sendo que o coitado é gay e ainda tá na faculdade, minha mãe tem 48 anos. Hoje mesmo, vou falar em frases pra resumir rápido, tava com o telefone da minha mãe e fui olhar a fatura do cartão no celular pq ela pediu, e tava lá a fatura vencida há 10 dias, e como ela não me escutou e investiu de forma errada o dinheiro que ela tinha, pediu dinheiro emprestado pra pagar a fatura amanhã, sendo que era só ele sacar e dar pra ela ou ir fazer uma transferência, SÓ. Aí dps ele começou a gritar feito um animal, empurrou minha mãe, e bateu a porta da marcenaria, o Loro, meu irmão, até voou do ombro da minha mãe (é um papagaio), isso gritando que ia fuder ele, que ia sujar o nome dele, sendo que sacar dinheiro ou transferir não suja nome, qualquer pessoa com senso sabe disso. Dps minha mãe fez eu ir com ele transferir pra conta dela, o banco do posto perto de casa não tá funcionando, o do outro posto tá dando "limite de saque excedido", dps a gente foi no shopping tentar lá, e pouca gente sabe mas a tela dos bancos 24 horas já é protegida contra isso, eu fiquei do lado dele, meio atrás, e a tela tava toda embaçada, e mesmo assim ele: "DÁ LICENÇA", aquela hora me deu vontade de ir no restaurante do shopping, pegar uma faca, e matar ele na frente de todo mundo, e semana passada eu fui com a minha vizinha no banco do posto pra sacar o auxílio dela, e um cara que tava atrás da gente, perguntou se eu ajudava ele a sacar pq ele não sabia, parecia ter menos de 25 anos, e eu ajudei normalmente, ele não ligou de eu estar na frente dele o ajudando, e ainda ele mesmo, me deu a senha pra colocar no caixa, um cara que nunca me viu na vida confiou mais em mim do que o desgraçado que diz ser meu pai, e ele já fez isso no mercado, deu uma olhada pra trás normalmente e minha cabeça voltou, dps no carro indo embora ele falou que eu tava olhando a senha do cartão dele, isso faz 2 anos, eu nem sabia passar cartão, só ajudava minha mãe a entrar no app do banco, nem isso eu sabia fazer direito ainda, e tudo é assim, briga sempre por causa de dinheiro ou quando minha mãe sai. Eles separaram faz de 6 a 8 meses, e aquele corno fala que vai sair de casa e não sai, ninguém mais aguenta ele, não vou mentir não, minha mãe não é 100% perfeita mas eu amo ela.
Se alguém quiser saber (oq eu duvido), eu sou homem, 13, minha mãe tem 48, e meu pai 55 anos. (Escrevi "pau" sem querer e o corretor corrigiu pra "pai", Graças a Deus). E desculpa pela história longa.
submitted by britojp to desabafos [link] [comments]


2020.08.16 20:11 SevenNora sou babaca por querer vingança?

Em 2019 aconteceram várias coisas que me tornaram a pessoa que sou hoje. ano passado conheci um grupo de pessoas da internet que eram de um estado longe do meu, foram muito simpáticos e me trataram muito bem, embora eu fosse um pouco diferente deles.
Passamos muito tempo juntos e essas pessoas me livrou de muitos problemas (como parar de pensar em besteiras e etc ...) o grupo era formado por 3 pessoas (exceto eu).
Vou chamá-lo de "Matos, Fla e Gab"
Fla e Gab eram namorados e Matos gostava de Fla o suficiente para querer namorar com ele também, mas como ele já estava namorando Gab, ela só ficava no desejo.
Gab e eu ficamos muito próximos, ela se tornou minha melhor amiga e conversamos muito, de acordo com ela, Fla não se importou porque ele sabia que eu não tentaria nada (e realmente não faria).
Teve um momento no final do ano em que quebrei meu celular e continuei falando com eles no Facebook e o fato de ser um pouco limitado em termos de horas online acabei me distanciando. entretanto Gab terminou com Fla e Gab e eu comecei a namorar ela.
Foi muito divertido o nosso tempo de namorados até que um dia a Matos pediu um telefonema, e segundo ela queria que nos masturbássemos no telefone, obviamente neguei e ela disse que ia tomar banho, respondi com um "ok" e segundos depois recebi uma mensagem do pai dela dizendo que eu era um pedófilo, estuprador e que era procurado pela polícia. Fiquei apavorado e com muito medo, tentei provar o contrário, mas nada funcionou.
Algum tempo depois, simplesmente me esqueci da Matos e tentei continuar com a minha vida.
Pouco tempo depois recebo uma mensagem da Gab onde ela dizia "diga-me que não é verdade ..." confundi e perguntei o que se passava e ela disse que o Matos e o Fla tinham contado que eu era pedófilo, estuprador e que Eu era procurado em mais de 15 estados. Eu disse que não era verdade, mostrei minha identidade, cartão e tudo onde tinha meus dados. Mas como sempre nada funcionou, ela me bloqueou de tudo e eu perdi todo o contato com Gab, Fla e Matos.
Uma coisa que não te disse foi que a Matos é uma cantora bastante famosa no Rio Grande do Sul, ela até vendeu livros e fez testes para o "The Voice Kids", desde então tenho tentado destruir a carreira dela, mostrando os prints dela pedindo fotos íntimas minhas. Ainda estou tentando destruí-la, mas sem sucesso.
eu sou babaca?
submitted by SevenNora to EuSouOBabaca [link] [comments]


2020.06.23 19:34 aninha588 Fui babaca por começar a namorar com o ex da minha melhor amiga?

Olá lubisco, gatas, papelões e turma q está a ver, vamos a história; eu tinha 14 anos na época e era apaixonada por um menino da minha escola que chamaremos de Carlos e nunca tinha contado para ninguém nem msm pras minhas amigas pois eu estava começando a namorar com um outro cara q chamaremos de pedro, namorei durante um ano com o João porém não demos certo já q eu a cada semana me apaixonava por uma pessoa diferente menos por ele e o pedro era apaixonado pela ex dele (pedro tinha 33 anos e namorou durante 6 anos com essa tal ex dele) até q eu resolvi terminar meu namoro pois pedro me traiu com uma "amiga" enfim depois de uma semana separados eu recebi uma msm advinhe de quem? Isso msm do Carlos (nessa época eu já estava com 15 anos e tinha uma menina q eu considerava como minha melhor amiga chamaremos de Patrícia e ela tbm dizia q eu era a dela) voltando a história, eu respondi a msg e começamoa a cvs, conversamos por cerca de uma semana até q marcamos de nos encontrar nesse dia ficamos e assim q cheguei em casa a primeira pessoa q resolvi contar foi minha "melhor amiga" a Patrícia bom no início ela ficou super feliz até eu falar o nome do Carlos quando eu contei ela ficou estranha e desligou o telefone sem me falar o motivo, bom isso passou e ela ficou estranha comigo mais não dizia o motivo e enquanto isso eu começei a namorar com o Carlos , quando eu e ele tinhamos um mês de namoro Patrícia mandou msg pra ele dizendo q era minha amiga e q eu tinha dito ter traido ele coisa q nunca fiz, por esse motivo quase terminamos brigamos muito até q conversarmos e ele mandou msg para ela pedindo mais detalhes e no dia da tal traição eu estava com ele após isso ele me disse ter tido um namoro virtual com ela porém nunca nem tinha visto ela pessoalmente, fiquei puta já q ela teve varias oportunidades de me contar já q se dizia ser minha melhor amiga e se ela tivesse dito eu não teria tido nd com ele porém achei melhor deixar pra lá pq não largamos e ele descobriu ser mentira dela então luba eu fui babaca de msm depois de descoberto q ele era ex dele eu continuei namorando com ele?
submitted by aninha588 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.10 20:04 loba-inha Estou sendo babaca por tratar "mau" meu pai de propósito?

Oi lubinha, gatas, editores, possível convidado e turmas que estão a ver. É uma história meio longa e e n deu pra colocar prints. Peço que tenham paciência pra ler : ) Goxto muuito de vc lubinha. Sucesso >30
Começaremos pelo começo, me chamo Luíza, tenho 16 e sou bi. Há um ano estava namorando uma menina escondido, vamos chama-la de Marls. Marls vinha de uma familia típica evangélica que abomina LGBTs, e o meu pai tb... (mini contexto: nessa época meu pai já havia me "expulsado" de casa, mas isso é historia p outro dia).
Eu estava morando com a minha vó e como combinamos, naquele dia iria sair com amigas e minha namorada. Fui e me diverti muuuito, uma das melhores noites da minha vida, mas com a felicidade, vem a frustração né. Voltei pra casa e como de custume mandei uma mensagem fofa de boa noite pra ela (guarda essa informação).
No dia seguinte cedo, recebi uma ligação da Marls, ela nunca me ligava pelo telefone normal, a não ser pelo insta. Atendi mas n escutei nada, lembrei que o som do celular dela tava com problema e pedi p colocar o fone, ela me ligou mais duas vezes e na terceira ouvi sua voz de choro falando: "meu PAI quer falar com VOCÊ".... meu coração parou pelos proximos minutos, e ouvi: "olá, é a Luíza?" "Sim, tudo bom?" "Aqui é o pai da marls, olha eu vi uma mensagem que vc chamava ela de 'amor', vc tá de rolo coma minha filha?" Eu n tinha saída... "Sim, tem algum problema?" Ele riu, "e o seu pai sabe Luíza?" "No momento não é do interesse dele, não sei se sabe, mas me expulsou de casa" ele riu denovo aprovando o ato do meu pai, então eu ouvi a mãe dela: "fala que a gente vai falar com ele" a Marls chorando deseperada no fundo: "não por favor, n faz isso" "fica queta!" n tenho certeza quem disse isso... Meu coração já tinha explodido nessa altura, por fim pediram o telefone do meu pai, passei na maior educação e "calma" (tremendo). Desligaram.
Comecei a me desitratar de tanto chorar, n conseguia respirar de tão desesperada, só pensava se eles poderiam agredir ela de alguma forma ou algo do tipo, pensava na cara dela chorando e na sua voz tremula.
Depois de uns 40 min, perei de pensar nela e me preucupar comigo, meu pai não podia saber disso sem ser por mim, esperava que ele n reagisse tão mal, por já saber da minha sexualidade.
Então ele atendeu, eu n conseguia parar de chorar, eu disse: "sabe a marls?" "Uhum" "então... a gente tava namorando e os pais dela descobriram" chorei mais. E como um 'eu te avisei', ele disse: " pois é, toda ação tem consequência" " eles disseram que vão te ligar" "ok".
E foi só isso, SÓ ISSO! Ele não me perguntou se eu tava bem, não disse que me amava nem que ficaria tudo bem, resumindo, não fez o papel dele como pai, fiquei mto chateada com ele, ainda por cima falou com um tom de felicidade (ou fui eu que projetei dessa forma) como se já soubesse o que ia acontecer.
A partir daí eu comecei a ser indiferente com ele, assim como ele foi comigo (sem desrrespeito óbvio), não dei satisfações, nem compartilhei felicidades, o que geralmente uma filha faria.
Eu não esperava aprovação no que eu fiz, apenas esperava um mínimo apoio emocional, simplismente um "vai ficar tudo bem" ou até "eu to aqui por vc qualquer coisa". Mas não recebi, então eu ignorei ele por um bom tempo, até me recuperar pelo menos um pouco. E então, eu estou sendo/fui babaca?
View Poll
submitted by loba-inha to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.09 21:43 LikeaBadTwin O DIA EM QUE EU PAGUEI PARA SER TRAÍDA

Olá Luba, editores, gatas e turma que está a ver, hoje eu vou contar a história de como eu paguei para levar chifre. Então eu namorava um cara, o Carls, e a gente tava namorando a uns 3 meses. E na minha cidade nunca tem nada, então quando tem alguma coisa todo mundo vai, ai chegou a época de rodeio, só que eu não ia poder ir porque meu irmão ia se mudar para outra cidade, e eu iria ajudar ele com a mudança.
O Carls queria muito ir, e eu por confiar nele disse que por mim tudo bem se ele fosse. Só que ele não tinha dinheiro para comprar o ingresso que ficava de R$80,00 à R$120,00 na época. Então eu juntei com os amigos dele, e fizemos uma vaquinha para ele poder ir.
Durante os 3 primeiros dias do rodeio foi tudo ok, mas no último dia, que também era o dia que eu voltaria para minha cidade, eu estava voltando e do nada começo a receber mil mensagens no meu telefone, tanto dele quanto dos amigos dele. Quando eu fui ver, ele tinha me traído, e as mensagens dos amigos dele eram me contando o que aconteceu e as dele era pedindo desculpas. No final de tudo a gente terminou, e hoje eu acho bom porque ele era um babaca e eu espero que ele nunca mais faça parte da minha vida, é isso.
submitted by LikeaBadTwin to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.09 21:16 _um_otaku_qualquer_ N SEI SE ENCAIXA NA INTENÇÃO, MAS GOSTARIA DE EXPOR ESSA HISTORIA C VCS (TURMA FEIRA)

Bom dia, boa tarde ou boa noite aos leitores desse post (LUBA ME NOTAAAAAAAAAAA) Vou tentar ser breve com essa historia de forma que ela nao fique tao longa (apesar de que acho q ela va ficar um pouco grande digasse de passagem) n eh uma historia tao engraçada ou de ex mas ela fez com que eu aprendesse muitas coisas em muito pouco tempo tudo começou cmg aos 12 anos qnd eu estava jogando um jogo fenomenal super interessante que eu adorava chamado ddtank (sei q n eh isso tudo mas eu gostava mt na epoca rs), e eu smp encontrava pessoas para jgr (gostava bastante de socializar la dentro) ate o dia que encontrei um "menino" (guardem essa informação) que tinha um nick chamado "FuscaFlorescente" e eu jogava bastante c ele pq ele soltava altas coisas engraçadas q eu rachave de rir dps de mt tempo jgnd c ele (cerca de uns 2 ou 3 meses), decidimos compartilhar nosso facebook (pq era a unica rede social que usavamos na epoca), e sim eu poderia estar divulgando onde eu fico para um pedofilo, mas eu era inocente e n sabia dessas coisas. mas ao receber a solicitacao no fb eu vi que na vdd o "menino" do jogo era uma menina (e eu tinha deixado a solicitacao dela la uns 3 dias, pq eu achava que realmente iria aparecer um menino), e eu fiquei surpreso pq obviamente somos mais acostumados a presenciar o contrario, se eh q vcs me entendem
dps que compartilhamos o fb, ela (vamos nomear a menina de karls) ficamos jogando o mesmo jogo por mais um tempo e dps fomos para outros ate ficarmos no liga das lendas (vulgo league of legends digasse de passagem) e nunca perdemos contato entre nós, smp conversavamos cada dia
passou-se um ano que nos conhecemos e fiquei bastante curioso com o ocorrido daquela vez qnd eu descobri que ela estava se passando por um menino, ent resolvi perguntar a ela pq ela tinha feito aquilo (meio nd a ver a pergunta mas msm assim fiz) e mais uma vez a karls me surpreendeu c a resposta, pq disse que, por se passar por menina nos jogos que ela gostava, sofria mt com a toxicidade das pessoas, e ela tinha uma pessoa em comum (guardem isso tb) que levou ela a mudar sua identidade dentro da internet para ficar em paz (na epoca eu tava c 13 anos ja digasse de passagem). no final do dia, qnd eu ja tava saindo do pc, ela disse p mim que gostava muito do meu "jeitinho de ser" c as pessoas e por isso resolveu revelar oq ela era naquele dia, e que gostaria mtt de que as pessoas fossem assim umas com as outras
oq ela me falou nesse dia me impactou mt pq eu nunca tinha presenciado coisas do tipo tlg, ent desde o dia que ela tinha falado disso, eu decidi que eu iria mlr mais o meu "jeitinho de ser" c as pessoas (n sei dizer outra coisa p isso, dsclp leitores) e evitar o maximo a toxicidade dentro dos jogos, para n acontecer o mesmo trauma q aconteceu c a karls
passou-se mais um ano e a gnt ainda conversava. nesse meio tempo a gnt montou um servidor incrivel no discord que era a maior farra toda vez que td mundo entrava call (e todo mundo era do LoL). nesse ano (2018) eu teria uma olimpiada na minha escola mas meu pai ia viajar a negocios pra SC e perguntou se eu n iria qr ir, ent eu (um mlk q n gostava de ficar debaixo do sol de 35 graus na quadra) obv aceitei ir c ele, e avisei aos amigos desse servidor do discord que eu iria viajar pra SC por uma semana, soq eu n sabia que praticamente TODO MUNDO do servidor eram tb de SC (incluindo a karls), ent eu fiquei MT mais animado, pq uma viagem que eu tinha feito c meu pai (onde eu teoricamente iria ficar apenas moscando no quarto do hotel ou andando em lugares sozinho) iria ser uma viagem que eu iria encontrar meus amgs do server do discord. no meio da viagem, expliquei tudo pro meu pai, e ele concordou em me deixar ir me encontrar com esse povo, ate pq ele de certa forma conhecia eles, pq ele via a gnt conversar e aparecia na webcam p dar um salve ou algo do tipo
no primeiro encontro que fizemos com td mundo foi simplesmente especial p mim leitores. combinamos de ir todos vestidos de akatsuki (tds tinham mantos, mas tb tinha um amigo nosso, que era o cleiton [vms chamar ele assim] que ele conseguia arranjar manto p td mundo n sei como) em um shopping q tinha em SC e a gnt ia se localizar a partir desses mantos da akatsuki, e a gnt ainda se confundiu c um cara mt aleatorio KKKKKK, mas no final deu td certo, e a gnt se encontrou nos outros 6 dias da viagem, mas teve 1 dia em especifico (no penultimo dia da viagem) q tive q ficar na casa da karls pq meu pai ia se atrasar um pouco p me buscar (e meu pai n confia mt em uber, n sei o pq tb) e no final do dia, la pras 9 da noite, tinha soh nos dois la na casa dela (os pais dela tavam viajando e deixou ela cuidando da casa, mas ela era mt responsavel tb e ela morava em um condominio la) e meu pai foi me buscar so 2 da manha
ficamos esperando jogando lol (tinha 2 pczao xou de bola na casa dela) e dps ficamos vendo naruto em cima de um tapete. eu tava la deitadao no tapete da sala botando a cabeça na perna dela, dai a karls falou p mim "mano pq a gnt n namora?" e, nql hora, eu entrei em xoque, pq eu n sabia oq falar e nunca tinha namorado, ent fiquei sem reagir la, paradao. ai ela olhou pra mim, viu q eu tava c uma cara de ????? e fez uma cara de q ia chorar, ent eu fiquei gritando "TABOM TABOM TABOM" (ela chorava por td), dps a gnt ficou calado por 2s e ela perguntou qq a gnt fazia agr, e eu falei q n sabia. ai a gnt ficou vendo naruto ate meu pai chegar .
o outro dia seria o ultimo, e ela falou q n ia dar p se encontrar por conta de uma coisa la na casa dela, e td mundo tb sabia que eu n ia ir pq era o ultimo dia da viagem e eu teria que ir embora de SC. mas no msm dia a karls me mandou msg no pv p se encontrar na casa dela, pq ela qria flr doq aconteceu na madrugada. eu cheguei la e ela disse q tlvz n tenha se expressado direito na hora, e ela me recebeu c um bjo, e a gnt so ficou la na casa antes de eu ir embora (a despedida foi um aperto no coração tb digasse de passagem).
qnd voltamos da viagem eu n contei do ocorrido (o fato de eu estar namorando) pra casa (se eu contasse p minha mae na epoca ela ia transformar minha vida num inferno, ja q ela n concordava em eu namorar naquela epoca), apenas falei dos role q fizemos. no msm dia qnd entrei no server do discord as pessoas ja sabiam doq aconteceu e fizeram uma "festa de casamento" no minecraft, mas foi soh mais uma noite qlqr de jogo q a gnt fazia
com o decorrer do tempo naquele ano, tive que soltar umas pontas e falar devagar oq tava acontecendo pro meu pai, mas ele aceitou dboa e n ia flr pra minha mae pq ele tb sabia que ia dar ruim se ela soubesse. ele ate me cobriu algumas vzs e conseguiu uma vez fzr uma viagem no msm ano p eu me encontrar c ela e os amgs do server (acabei conhecendo os pais tb, os dois sao mt gnt boa bix).
n devo ter relatado aq, mas a karls na epoca fazia esgrima (a guria tinha feito 2 anos de muay thai tb bix) e ela voltava da escola de esgrima td dia sozinha, pegando busao, chegava de noite e, desde que a gnt começou a namorar, ligava p mim p flr sobre a vida. e eu precoce smp esperava c o telefone na mao deitado na cama. ate que chegou um dia que quebrou minhas perna
no ano de 2019 (mais especificamente no final do mes de fevereiro) eu fiquei esperando ela fzr oq ela smp fazia , mas por algum motivo ela n tinha ligado aql hora (nem mandou msg ou algo assim). eu imaginei que ela tinha ficado mt cansada naquele dia e q so ia conversar no outro dia, ent fui dormir, mas dormi um pouco preocupado tb
smp que eu durmo, eu acordo no meio da noite sozinho p beber um pouco de agua e volto a dormir. mas eu acordei, fui beber agua e lembrei que a karls n tinha enviado nada naquele dia, ent eu fui correndo pro meu telefone e tinha uma notificação do wpp da mae da karls, dizendo q ela tinha sofrido um "acidente de carro", n resistiu os ferimentos e acabou morrendo. dps, eu deitei, e simplesmente chorei mt na hora, ate amanhecer o dia
eu tinha perdido o chao na epoca qnd isso aconteceu, nosso grupo do server ficou mt abalado tb com a noticia. conversei com meu pai tb e ele conseguiu me pagar uma passagem p eu ir sozinho pro enterro da karls. td mundo tava la, ate os que n eram de SC viajaram pro enterro. ficamos desanimados por mttt tempo, a gnt n fazia mais as msm coisas de antes tlg.
mas n acabou (por increca que parível)
teve uma tentativa de homicidio com os pais da karls em que o cara acabou saindo dps de tentar matar eles. a policia descobriu qm era a pessoa "corajosa" que tinha tentado fzr isso e adivinhe so: era o corno daql cara que tinha traumatizado a karls. eu fiquei irado qnd eu descobri isso. no fim, o cara foi flagrado tentando fzr a msm coisa com outras pessoas e foi para julgamento. no fim do julgamento, em q estava uma das pessoas do server do discord (o cleiton) e os pais da karls, disseram eles que o cara era totalmente louco da cabeça, falando que a karls era uma vagabunda vadia pq n tinha aceitado se comprometer amorosamente c ele, e ele resolveu tirar a vida dela pq, se ele n conseguisse ter ela, ningm mais ia ter. obv, foi preso, nao so por isso mas tb por varias coisas que ele tinha feito antes.
fiquei um pouco aliviado dps q isso aconteceu, pq era meio q na historia toda tivesse algo entalado e q n qria sair. tive mts aprendizados sobre a vida nesse tempo em q tive 2 anos de amizade e 6 meses de relacionamento c a karls, e hj me tornei uma pessoa mt diferente, smp melhorando o meu "jeitinho de ser" q a karls falava de antes dps de ter superado tudo. parece ate filme saporra tmnc
sinceramente, gostaria q isso aparecesse na turma feira pq ao meu ver eh mt diferente das historias relatadas, apesar de n ser uma historia q os leitores fiquem muito "incredulos", mas acho que essa historia eh mais para todos que se sentirem, de certa forma, um pouco desanimados e sem um gatilho motivacional. escrevi isso mais como um desabafo, pq foi para poucas pessoas que eu contei dessa historia, e para categoriza-la como uma historia qlqr, apesar de o assassino da historia ser, de certa forma, um nice guy que foi mt ao extremo
leitores, juro q tentei encurtar o maximo q eu pude, mas obrigado aos q chegaram ate aq e luba, se tiver lendo isso, agradeço a vc tb, pq a karls gostava mttt do seu conteudo, e eu tb gosto mtttt
um bom dia, boa tarde ou boa noite para todos
submitted by _um_otaku_qualquer_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 20:51 fehhmedeiros Fui babaca por filmar meu ex com a atual e mandar para a outra?

Namorei 5 anos um boy lixo, fui traída desde o primeiro ano de relacionamento, mas me mantinha na relação primeiro pq era burra e segundo pq ele me dava carona pra faculdade, mas eu jurava que era amor kkk Enyuei, depois de 5 anos eu n aguentava mais e terminei o relacionamento, isso em julho, segui minha vida plena, ele ainda tentou voltar mas eu recusei.. Em janeiro recebi um direct de uma menina Carls me pedindo o número de telefone da mãe do embustinho, pq segundo ela, ele havia feito merda e ela precisava contar para a mãe dele.. Eu lindamente respondi mas não passei o telefone, quis zelar pela minha ex sogra, e pedi para a Carls me ligar, ate porq eu queria saber da fofoca. Calrs me ligou e saiu contando todo relacionamento que ela teve com o embustinho, ele estavam namorando a 6 meses quando eu terminei o meu relacionamento com ele, ela me disse q ele vivia indo escondido pra casa dela e sempre que eu ligava era um desespero, que eles transavam no estacionamento da faculdade e que eles tomavam muito cuidado para não deixar rastros, eles eram da mesma sala e todo mundo na mesma faculdade.. enfim, a Carls me pediu muitas desculpas, mas ela estava sofrendo muito pq o embustinho estava namorando a melhor amiga dela enquanto estava com ela, essa foi a merda que ela queria explanar pro mundo, Carls foi trocada pela melhor amiga que era casada (na real, era juntada) e tinha uma filha.. Com todo esse rolê, depois dela ser trocada, eu vi o embustinho com a Falrs juntos em outro campus da faculdade, o relacionamento deles era escondido ate pq Farls era casada, logo eu filmei e mandei o video para a Carls que mandou para os pais da Farls que mandaram para o marido e ele pegou a criança e Farls perdeu contato, temporário, com a filha. O relacionamento do embustinho e Farls era odiado por todo mundo, por isso teve esse complô, mas hj ja se passado 1 anos ou mais Farls e embustinho seguem juntos, e Carls sente dor de cotovelo ate hj, e sei disso pq ela acha q é minha amiga e vem chorar as pitangas p mim, mas vira e mexe ela posta indireta nas redes sociais. É isso, eai, eu fui babaca?
View Poll
submitted by fehhmedeiros to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 17:32 claritus2468 O NARIZ

A ACUMPUTURA

O título não é esse era mais eu quis tirar porque fugiu um pouco de contexto o título é a acumputura
olá luba,editores, papelões quebrados, e turma que está a ver
CONTEXTO: teve uma época que a minha mãe estava namorando com um cara e ele tinha duas filhas (elas eram bem legais) uma eu vou chamar de calrete e a outra de cirete uma tinha 12 a outra tinha 6 e como eu já disse elas eram bem legais mais é claro que as vezes tinha brigava.
Agora vamos para a história. O tempo foi passando e depois a gente se mudou para casa dele que era uma chacará (lembre-se disso) E aí no começo eu dormia no colchão porque a minha cama não cabia lá e a minha mãe não tava com muito dinheiro. (era bem confortável até melhor do que as camas das minhas ´´irmãs´´) e eu tenho rinite alérgica oque é um saco na cidade, imagine em uma chacará e teve um dia que ela atacou MUITO MAIS MUITO FORTE da pessoa parecer que tá morrendo e eu acordei a minha mãe pra me dar um remédio (porque nínguém merece ficar desse jeito) então lá fui eu pedir o rémedio pra a minha mãe e eis que eu escuto uns barulhos estranho se é que vcs me entendem e aí né eu saí de perto o mais rápido possível porque nínguém quer ouvir essas coisas ainda mais da sua mãe.Então eu começei a ficar pior,e pior,e mais pior até que eu não aguentava mais eu tinha que parar a festinha da minha mãe lá no quarto e bati a porta e surpeendemente NÃO ERA A MINHA MÃE eu pensei QUE MERDA É ESSA QUE TÁ ACONTECENDO? e a mulher falando que não era oque eu tava pensando e que podia explicar eu só corri pra chamar a calrete e a cirete pra contar oque tava acontecendo e elas quando descobriram ficaram surpresas e eu já fui pegar o telefone pra contar pra a minha mãe e eu contei gritando,chorando, e ainda com rinite atacada que vc ficava falando pelo nariz e ela entendeu (até hoje não sei como) e disse que já tava indo pra aí (ela não me contou de onde estava porque depois descobri que ela tava organizando a minha festa surpresa e inventou uma desculpa da onde tava) mães são demais sério...Enfim quando ela chegou lá ele tava com uma cara toda lavada tentando explicar e a minha disse pra gente entrar no carro e fechar as janelas (porque ia acontecer arranca rabo ô se ia)e depois da minha mãe falar com ele descobrimos que ele tava fazendo meio que um tipo de acunputura pra uma dor nas costas que ele tinha( que chega ele já foi no hospital uma vez) e era por isso que quando eu fui lá eu ouviu esses barulhos
FINAL DA HISTÓRIA:
A minha mãe não acreditou nele e eles se separaram( mais até hoje tenho contato com as minhas irmãs) e sinceramente acredito na história dele mais vai que...
Eu sou babaca por ter contado a minha mãe sem antes ele me explicar ?
submitted by claritus2468 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 17:24 Heldiabl0 LA FUGA

Oláa, Luba editores e turma, convidado não pq sei q não tem. Contar um dos maiores caso da minha vida, caso este que inclusive minha vida qse se vai (aconteceu faz uns 2 anos mas smp tive preguiça de contar digitando pq a historia é grande kkk) Uma garota, vou chama-la de Britney, com qm eu havia ficado algumas vezes 3 anos antes, do NADA começou a me mandar msgs, jogando conversa fora e tal. Eu sabia que ela namorava então nao a chamava pra sair, até que ela se cansou e me chamou. Eu disse que nao rolava de encontrar ela eqt ela namorasse, que se fosse p gnt sair era melhor q ela tivesse terminado. (Sinceramente, eu até sairia c ela namorando, não sou eu q tenho compromisso com alguém, mas já haviam boatos que esse namorado dela era meio doido então eu não quis KKKK) Passado poucas semanas, eu ainda conversava com ela de vez em qdo pelo wpp, ela deu ideia que tinha terminado, e afirmou q não pretendia nem voltar por conta do relacionamento abusivo que ela teve com esse cara, vou chama-lo de Brock. Blz, chegou o dia do encontro, que foi mais reuniaozinha q um encontro, eu + uns amigos meus e uns amigos dela (era uns 7 homens e 2 mulheres, com a Britney). Tivemos o role suave, nada dms, foi geral embora e ficou só eu e Brit. Começamos a nos agarrar, transamos, ficamo peladao na cama conversando e pa, aí do nada o telefone começa a tocar. Britney: só deixa tocar, dá nada -tel toca dnv -e dnv Me: Vei, só atende logo, pode ser alguma emergência Aí ela foi. Quem era? Eram os pais da Brit falando ''Fiquei sabendo q c fez uma festinha aí com um tanto de macho. N tem mais ngm aí com vc não, tem??'' Brit: tem não, ja foram embora *e eu ali do lado Pais dela: TEM CTZ? Brit: to falando carai Pais: pq recebi ligação dos pais do Brock, ele ficou sabendo da festinha q vc fez aí no ap, e eles me disseram que ele saiu de casa. Ta indo pra sua casa com ctz. Eu: puta que pariu vei, como q esse kra ficou sabendo?? (dps descobrimo q foi pelo story da amiga de Brit) Comecei a botar a roupa, colocamo uma musiquinha ali pra tocar pro clima ficar menos tenso, uns minutos depois começa o interfone a tocar loucamente PIUIUIUIUIUIUIU PUIIIUIUUIUIIU UIIUUIIU Fiquei tipo CARALHO, ta zuando c a minha kra q esse brother veio real. Britney, absurdamente ansiosa, literalmente tremendo, virou pra gaveta do criado-mudo do lado da cama dela e catou um martelo. UM FUCKING MARTELO. Assustado mas não demonstrando isso, peguei na maozinha dela e falei: Brit, fica calma, n vai acontecer nada, vou só ligar pra polícia aqui e a gnt espera, ta? Não precisamos de um homicídio mesmo que por legitima defesa aqui... Eu, estranhamente, nao tava tao assustado assim, pelo menos. Ela acenou com a cabeça, e trocou o martelo por um spray de pimenta q ela tinha kkkkk (nessa altura do campeonato passei a acreditar de verdade q o relacionamento dela c Brock foi abusivo) Liguei para a polícia, disse que o cara tava armado, pra eles agilizarem, e pedi pra q chegassem com urgência. Ok, um pouco dps de repente alguém tava batendo na PORTA DELA (ela morava no terreo do prédio), pensei ''Como esse filho da puta entrou aqui dentro?!?!'' (dps descobrimos q foi pq ele ainda tinha o controle do portão da garagem dela! Esqueci de mencionar que eles moravam juntos) Já começava a vir uns pensamentos tipo ''ok, é hoje que eu morro'' mas eu tava um pouco mais tranquilo por causa do spray de pimenta dela, que era muito forte, aí eu poderia usá-lo num ataque surpresa. Mas graças a zeus não precisou!! O interfone tocou denovo, era o pai da Brit, como ele ficou sabendo que Brock saira de casa, ele ficou preocupado e resolveu ir lá tb Entao brit virou p mim e disse: Agr tá tudo bem, Carls! Se joga aí da janela e vaza sem ngm te verrr (como disse, era no terreo, entao era fácil pular). Calcei meus tenis, botei o cinto no pescoço, pulei a janela, fiquei engatinhado entre os carros da garagem, olhando prum lado, pro outro, pra ver se eu via alguém, ou o pai da garota, ou o ex dela. E no que eu balançava a cabeça pra ver se tava seguro de eu seguir adiante PÁAAA. A porra do meu cinto no pescoço balançou junto e bateu na lataria do carro fazendo um barulhaço. No mesmo segundo pensei ''Bom, independente de ter alguém por perto, AGORA É A MINHA DEIXA'' Saí correndo igual um condenado sem nem olhar pra trás, o portão da frente tava aberto, passei por ele, entrei diretão no meu carro e saí cantando pneu me sentindo mais aliviado do que nunca. Q u e m o m e n t o E detalhe, a polícia pela qual liguei, NUNCA chegou a aparecer. Só devem aparecer quando matam alguem pelo visto ne. É isso, meus dedos já tão até doendo. Talvez eu tenha escrito em vão? Talvez, mas foda-se, aprimorei minhas habilidades de digitação rssssssss Gde abraço a tds q chegaram até aqui! kakakakak Besos <666 Ahhhh qse esqueci do bonus!! Juro que tudo dessa historia é vdd, inclusive a seguinte parte Nesse dia, madrugada, no caso, quando cheguei em casa, comecei a ver uma série que começava com a cena de um casal trepando, aí chega um personagem COM O MESMO NOME DO EX DA BRITNEY, e estoura a bola do cara que tava transando. SÉRIO UHAHUAUH Universo, am i a joke to you???
submitted by Heldiabl0 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 08:11 Sarah__Smiles AITA por não aceitar ser "dama de honra" do casamento do meu pai ?

Olá Luba, turma, editores, gatas, convidado se tiver e qualquer outro ser (vivo ou não) presente neste júri. É uma história com bastante contexto mas vou tentar resumir. Eu tenho e sempre tive uma relação complicada com meu pai. Eu o amo muito e sei que ele me ama também. Nós dois temos dificuldade para demonstrar sentimentos (mais uma das maravilhas que herdei dele), mas até que a quarentena está nos ajudando muito com isso. Eu sou do tipo que esconde as coisas que me magoam, machucam, etc. Ele também. Eu nunca tive a figura de um pai dentro de casa. Meus pais se separaram quando eu tinha 1 ano, depois de minha mãe lutar por mais um ano pra salvar o casamento. Quando ela engravidou, ele começou a traí-la. Ou parou de se preocupar tanto em esconder, nunca saberei ao certo. Isso gerou muita mágoa e, mais tarde, até em mim. Minha mãe manteve um relacionamento saudável com ele, no entanto. Ela é a mulher mais forte que eu conheço e sempre será. Mesmo extremamente magoada, ela me botou em primeiro lugar e me proporcionou uma figura paterna (não que precisasse, ela sempre foi tudo que eu preciso na vida). Ela nunca mentiu pra mim mas NUNCA me botou contra ele. Muito pelo contrário. E ela tinha motivos para fazê-lo, acredite. Enfim, ele se "casou" de novo com a outra mulher e, aos cinco anos, eu ganhei o meu outro pedacinho de mundo: minha irmã. Ela é a melhor coisa que eu já ganhei na vida. Eu a amo demais e minha mãe também. Eu nunca vou conseguir entender o tamanho da força de minha mãe, que viu no "fruto de uma traição" uma outra filha. Vivi com minha própria avó paterna tratando minha irmã diferente, mas minha mãe a amando tanto quanto a mim. Enfim, pulando muitas coisas, no meu aniversário de 15 anos, minha mãe pediu que eu fizesse uma festa. Nós somos muito diferentes, eu e ela. Ela é do tipo que queria uma "filha boneca" e eu a otaku emo da família. Infelizmente, puxei meu pai em muitas coisas, inclusive no jeito. Ela sempre me aceitou como sou mas sempre fiz de tudo pra tentar retribuir ao menos um pouco do que ela sempre me deu. Eu não queria festa, mas aceitei por ela. A festa de 15 anos dela deu errado, choveu e, por ser em fundo de quintal (família humilde, o vestido dela foi costurado a mão) quase tudo foi perdido. Queria que ela realizasse esse sonho. Foi uma festa incrível, à fantasia. Eu pude me realizar e fazer dois cosplays (se é pra usar vestido, que seja de anime né mores), todo mundo reunido, pessoas queridas e amadas, até mesmo as de longe, vieram comemorar. Ela e minha tia passaram quase um ano planejando, comprando, customizando. Praticamente tudo foi feito por nós, durante tempos e tempos de trabalho. E foi perfeito. Meu pai, no entanto, não participou de quase nada. Ele perguntou qual era a parte dele, sobre o que fazer, e contribuiu financeiramente. E só. Quando perguntei sobre dançar comigo (apesar de eu não querer muito), ele não fez questão de tentar amenizar o jeito "ríspido". Assim, eu sou igual a ele. Eu sei como é as pessoas te acharem grossa quando você estava sendo normal. Mas eu, com 15 anos, já tinha empatia o suficiente para me policiar e cuidar do meu jeito para não magoar as pessoas. Ele, com seus 40 e poucos, não. Na festa, ele só pôde ser reconhecido como meu pai na hora da "cerimônia" (algumas homenagens que fizemos). De resto, ele se sentou em uma mesa e ficou, fazendo companhia para os pais da minha ex madrasta (ele se separou dela quando eu tinha 7/8). Eles sempre me trataram com o maior carinho do mundo e acabamos criando um laço. Seja por força maior ou por herança da minha mãe, as pessoas costumam se apegar a mim. Com eles não foi diferente. Minha ex madrasta não foi, apesar de não proibirmos. Acho que foi senso mesmo. Essa atitude dele me magoou. Nossa relação já não era muito boa, sempre fomos pessoas bem fechadas um com o outro. Minha mãe se desdobrou a festa inteira; o ano inteiro. Minha família toda ajudando, e ele sentado numa mesa. Nunca falei nada, porém. Como eu disse, tenho o costume de guardar as coisas. A minha mãe me incentiva a conversar e se mostra totalmente aberta para me escutar e entender. O meu pai... Bem, teremos um exemplo de uma conversa com ele. Algum tempo depois, mais ou menos um ano, ele nos contou (para mim e minha irmã) que estava namorando. Queria nossa reação, opinião. Fiquei realmente feliz com essa atitude e por ele. Ele falou que queria que nós conhecêssemos ela, na próxima semana. Fomos para um shopping, ela também levou a filha. 2 anos mais nova que eu mas... Digamos que eu passei por coisas demais e ela não. Eu sempre tive a cabeça muito mais velha do que o corpo, consequências de vivências que eu preferia não ter. Queria ser tão criança quanto ela, mas andando pelo shopping, podemos dizer que eu era a mãe cuidando de duas crianças, pensando em como impedir que elas quebrassem nada da parte de ferramentas do supermercado. Elas desmontaram uma lanterna, achando que tinham quebrado. Eu também achei. Meu primeiro pensamento foi que meu pai teria que pagar algo que não iria usar. Elas riram e botaram no lugar correndo. Eu consertei. 3 meses depois ele disse que iria se casar. Exatamente assim. Não tivemos muita reação, nem tempo pra reagir. Algum tempo depois, eu tomei coragem e pedi para ele ir me ver. Tentar conversar depois de muitas tentativas. Ele cancelou de última hora (já estava tudo planejado na minha avó para ter um lugar em que pudéssemos ficar sozinhos) e me ligou, insistindo para falar por telefone. Eu só queria que ele tivesse nos perguntado nossa opinião sobre o casamento, tão repentino. Eu nem cheguei a terminar de falar. Tive que ouvir que não era decisão minha (não diga, querido) e que era imatura demais pra entender. Eu, a criança que ia com um "DVD móvel" ligado no máximo no banco de trás do carro dele, encostando-o quase em seus ouvidos, quando ele me levava para casa, bêbado, durante muitos anos. Ele foi alcoólatra até os meus 11. Com 7, eu já entendia que tinha que mantê-lo acordado durante o caminho, orando para que ele não cochilasse na volta, sozinho. Toquei no assunto anos depois apenas, e recebi um pedido genérico de desculpas, algo sobre "querer dizer que eu não tinha vivência suficiente para entender". Bem, provavelmente porque ele nunca esteve exatamente presente. Ou estava bêbado demais para se lembrar, vai saber... A partir daí, tudo piorou. Na cerimônia de casamento, com salão, buffet, decoração, trajes elegantes, alugados, e tudo, eu tive que modificar meu vestido de formatura para ir. Uma semana antes, ele me chamou para conversar, disse que queria muito que eu entrasse com as alianças, com as minhas irmãs. Bem, eu posso estar sendo babaca, mas não considerava a filha dela minha irmã. Eu sou demi, e não só na sexualidade. Preciso de tempo e convivência (talvez um pouco demais) para desenvolver qualquer tipo de relação ou sentimento. 4 ou 5 meses, a essa altura, e 2 ou 3 passeios juntos não foram exatamente suficientes pra mim. Eu pensei muito, não queria magoa-lo. Conversei com minha mãe, meu lugar de conforto, e ela me aconselhou a pensar muito sobre, mas não me forçar a absolutamente nada. No dia seguinte, agradeci a proposta dele e neguei, por não me sentir nem um pouco confortável em fazer isso. Disse "O senhor optou por ser só um convidado na minha festa. Me desculpe, mas eu vou fazer o mesmo." Na hora, a sensação foi boa. Muito boa. Mas depois, principalmente depois de alguns anos, eu me pergunto se foi a coisa certa a se fazer. Eu negaria, de qualquer forma. Nunca me sentiria bem me forçando a fazer isso e sei que foi a melhor decisão. Mas essa frase... Eu imagino que magoou ele, porque me magoou ter falado. Eu nunca tinha tocado no assunto, nunca consegui. Acumular essas mágoas me fez ter sinais de depressão, complexo de inferioridade... Hoje, com 20, eu entendo, mas uma adolescente de 15 anos, com todo o processo físico, mudança de personalidade e tudo mais, não entendia. A criança de 5, 6, 8, 10 anos, que sempre viu o pai amar "mais" a irmã, que tinha ele consigo todos os dias e não apenas uma vez na semana, também não. Eu amo meu pai, sei que durante toda nossa história, ele não foi o único culpado por nossa relação conturbada. Mas não posso deixar de pensar que foi bom ter dito aquilo para ele, mesmo que o magoasse de algum jeito. Eaí, eu fui babaca ?
Edit 1: esqueci de comentar. No primeiro encontro com a minha atual madrasta, ela por várias vezes ficou me olhando feio ou de canto. Eu não falo muito, sabe? Sou bem fechada com pessoas novas, e aquela atitude me deixou SUPER insegura. Foi quando comentei isso que meu pai me interrompeu na ligação. Estava falando sobre e que talvez ela não tivesse gostado de mim (Cinderella ? Talvez) mas não deu pra terminar de explicar meu ponto de vista.
submitted by Sarah__Smiles to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.26 04:47 vicenzzod "AMIGÃO"

Olá Luba, meu querido editor Matheus, possível convidado (Jean), e os telespectadores.
Bom, essa vai ser um relato curto, e toma um contexto:
No final de 2019, eu estava no meu segundo ano do EM, e reatei com minha ex, bom, ela não tava muito bem com o namorado atual dela, então ela terminou com ele e voltou comigo, agr, vamos pra história
Eu contei essa notícia pros meus amigos, mesmo q eles passassem a maior parte do tempo me chamando de Gado, eles me davam uns conselhos até q consideráveis (tava emferrujado nesse departamento, eu vou morrer sozinho), bom, a maior parte dessas conversas com eles aconteciam por whatsapp, mas algumas aconteciam só na escola, pq, um deles n tinha telefone, mas até aí blz, uma semana depois de eu voltar com a cria de Satanás, vulgo EX, um desconhecido manda mensagem no pv do Whatsapp, perguntando sobre mim, eu perguntei quem era e como conseguiu meu numero, ele disse q foi com minha ex, e tipo, ele tava falando umas coisas muito estranhas, q poucas pessoas sabiam, mas eu tranquei quando ele falou que ia me caçar, eu meio q entrei em pânico nessa hora, pq, tipo, o cara q minha ex tava namorando era meio q um traficante, então, né? Fui tirar satisfação com a menina, só q ela disse q n tinha passado meu número pra ninguém, foi quando eu pensei que essa história tava meio q ficando um cado mais sinistra, e eu fui entrando na pilha, pensando se eu acionava a polícia ou não, EU TAVA EM DESESPERO, então me desculpa a falta de raciocínio lógico, ameaça vai, ameaça vem, e o mlk abre o jogo, era um dos meus amigos, mais especificamente o q não tinha celular, ele tinha ganhado o celular naquela hora e aproveitou q tinha pego o meu número com um amigo em comum nosso e resolveu pregar essa peça em mim, aproveitou as coisas q eu tinha contado pra fazer essa zoeira, segue print abaixo
Edit1: eu terminei com a garota de novo pq tava gostando de outra garota, rlx, n traí, e hj estou muito feliz e sozinho
Edit2: eu n fiquei bravo com meu amigo por causa da pegadinha, inclusive achei inteligente e a gente se fala até hj
Edit3: Aí só tem o início da zoeira, eram 3 prints, infelizmente 2 se perderam, divirta-se
Link do print: print da conversa
submitted by vicenzzod to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.17 07:01 Lucasmoore2016 Depois de adulto morar com os pais é difícil

Infelizmente graças a situação financeira do nosso Brasil voltei para a casa dos país há uns 6 meses.
Percebi que vou ter que correr para arranjar um lugar em definitivo, vai aí algumas situações corriqueiras que acontece:
Agradeço a tudo que meus pais fizeram por mim e por ter um lar, mas realmente a gente vai envelhecendo e vendo que ter nosso espaço é sagrado.
Além disso quando você volta para sua cidade nota algumas coisas também:
Em resumo, você sente que já não pertence mais ao lugar e quanto mais o tempo passa mas você deve focar em ter logo sua vida, mesmo que passe por perrengues, afinal só os perrengues ensinam a amadurecer mesmo. Hoje eu vejo isso!
submitted by Lucasmoore2016 to desabafos [link] [comments]


2020.04.10 04:02 SubodeiBR Final de namoro, infelicidade, sei lá oq to sentindo...

Boa noite. No ensino médio conheci uma garota que viria a ser minha namorada, resumindo a gente se dava super bem e se entendia demais, nunca ficamos um dia sem se falar, dificilmente discutíamos, mas quando acontecia chegávamos em uma solução fácil. Enfim, terminamos a escola. Entramos em universidades diferentes, e logo no final do primeiro ano ela conseguiu um emprego excelente, e foi morar sozinha. Queria que eu fosse com ela, entretanto eu só fazia alguns bicos que no final do mês davam uns 600 reais. Acabei recusando de morar junto, não queria ser mal visto pela família dela. No final ela acabou vindo morar mais próximo da minha casa, assim conseguiríamos passar mais tempo juntos pq quando entramos nas universidades só conseguíamos ficar juntos finais de semana. E assim se passou mais 3 anos, ela tinha conseguido ser efetivada na empresa e estava com um plano de carreira e eu fazendo meus bicos pra se manter. Foi ai que tudo começou a mudar, ela ganhando super bem, queria fazer coisas que eu não tinha de onde tirar o dinheiro e eu por outro lado nunca quis ser bancado. Finalmente consegui um estágio na minha área, não era um salario maravilhoso porém muito melhor do que eu ganhava e sabia que todo final do mês era garantido na minha conta. Nesse meio tempo ela começou a frequentar os happy hour da empresa, e começou a sair com o pessoal, eu nunca a proibi, muito pelo contrario sempre incentivei a sair, queria que ela aproveitasse a vida não só comigo, pois começamos a namorar muito cedo. Então passou mais algum tempo e eu consegui um "bico" pro fim de semana em outra cidade, minha rotina era acordar as 05 30 e chegar em casa 00:00. Antes desse emprego nos víamos 3 4 vezes por semana. Mas agora nas sextas eu saia da aula e já ia pra outra cidade na casa de um amigo pra poder começar cedinho no outro emprego e chegava domingo as 22h. passaram-se dois meses nessa rotina. Eu só conseguia ficar com ela pra dormir nas segundas e terças, sempre chegava tarde da aula então não conseguíamos sair era basicamente dormir pois vivia cansado, já que não tinha folgas. Até que uma segunda feira ela me liga e diz que n estava se sentindo muito bem e queria ficar sozinha. No outro dia me disse o mesmo ai já liguei pra ela, queria saber oq tava acontecendo. Ela me disse que eu não estava lhe dando atenção, nunca conseguia sair com ela e não estava a vendo muito e se sentia sozinha. Acabou me pedindo um tempo. Quando me disse não acreditei naquilo tudo, eu estava dando tudo de mim para poder acompanha-lá, e teria que ter alguns sacrifícios... Se passou 3 dias eu liguei pra conversar, discutimos e acabamos terminando. No outro dia pela manha ela me liga chorando pedindo desculpas, dizendo que tava muito confusa e tomou a decisão errada. Queria sair pra conversar e colocar os pingos nos is. Conversamos bastante, e eu disse pra ela, que só era pra gente voltar se fosse uma decisão dela, não era pra ser influenciada pelos pais, já que eles tinham muito afeto por mim. Nao iria adiantar ela voltar por eles, não tem como empurrar com a barriga um namoro. Ela disse, sim a decisão é minha, eu quero estar contigo, quero viver contigo, se casar, ter filhos. Você é minha vida, quero te fazer o homem mais feliz do mundo. Ai que homem vai recusar isso? eu me sentia da mesma forma. Acabamos voltando. Fizemos muitos planos, eu larguei o emprego do final de semana pra passar mais tempo com ela. Em dezembro tinha planejado pra morar juntos, essa época era final de julho. Se passaram mais algumas semanas, senti que ela estava estranha, mais imaginei que não seria mais a mesma coisa, depois daquele tempo que demos, quase 5 anos e foi a primeira vez que tínhamos brigado e ficado sem se falar. Deixei rolar... Ai pensei em uma surpresa pro nosso 5 ano de namoro, arrumei uma viajem pra tentar se reaproximar mais e começar uma nova etapa da nossa vida, deixar aquilo no passado. Iriamos viajar no sábado pela manha, contaria a surpresa na sexta a noite. Na quinta me manda uma mensagem, dizendo que queria outro tempo. Meus amigos MEU CHÃO CAIU, FIQUEI SEM REAÇÃO, CHOREI FEITO CRIANÇA, foi uma frustração terrível, não conseguia me concentrar no trabalho, na universidade, é serio foi terrível. Só pensava nela e na resposta que ela me daria. E o pior de tudo a decisão não era minha, isso me consumia, ficava imaginando oq aconteceria, se voltaríamos ou não. Passou 6 dias não consegui mais suportar tudo aquilo e liguei para ela, falei vamos conversar, eu implorei, pra ela voltar, falei muito, muito mesmo e ela só me dizia, não sei, não sei, preciso de mais tempo pra pensar nisso. Me deixa pensar um pouco mais, nao quero tomar a decisão errada, me pediu mais alguns dias. Eu não ia conseguir esperar, eu falei, se tu me amasse não iria ter duvida nessa decisão, então acho melhor a gente terminar de vez! só me diz uma coisa, tem outra pessoa que vc está gostando? ela falou, "nesse tempo que vc me deixou sozinha eu me acostumei e gostei, eu comecei a reparar nas outras pessoas e acabei curtindo". Eu não falei nada, só desliguei o telefone. Terminou por ali 5 anos de namoro por uma ligação telefonica. As primeiras semanas foram difíceis, sentia muito a falta dela, mas com o tempo fui me acostumando. Comecei a sair com meus amigos, conheci novas pessoas, novos lugares e novas garotas. Faz 8 meses que terminamos o namoro e segui com minha vida. Eu não me acho um homem feio, tenho 23 anos atualmente, faz 5 anos que pratico musculação, tenho um corpo legal, mas sei que não sou o Brad Pitt, não tenho muita dificuldades com mulheres, dormi com muitas nesses ultimos meses. Mas em janeiro me bateu uma tristeza absurda, não consegui descobrir oq é, já pensei muito e a solução não vem. Não sei se sinto falta de estar namorando, da minha ex, ou sei lã oq... Sinto uma infelicidade absurda, parece que o mundo ficou cinza. Mas ao mesmo tempo não deixo de trabalhar, estudar, treinar, sair. Meus dias são um saco, são só alguns momentos de felicidade depois volta pra mesma. Mas assim, não tenho vontade de morrer ou fazer alguma merda. Só parece que to vivendo sem um sentido...
O TEXTO FICOU GIGANTE MAS PRECISAVA DESABAFAR!
submitted by SubodeiBR to desabafos [link] [comments]


2020.03.21 02:44 vishikaka Minha crush é LÉSBICA?

Bom, tudo começou ano passado no colégio, eu tinha um crush, até aí tudo bem, alguns mêses atrás eu escutei minha crush e sua melhor amiga, que iremos chamar de dry, conversando sobre homossesuaxiladede, pois dry iria se assumir como lésbica e minha crush tmb, porém, no fim de ano eu acabei conhecendo cada vez mais a vida da crush, assim como ela a minha, ficamos muito amigos um do outro, quase namorados, dry tmb estava quase namorando um menino da minha sala, eu era a única pessoa que sabia sobre a homossesualidade das duas, porém eu descartei o fato dessa sua homosexualidade, pois ambos já estavam quase namorando,infelizmente para minha disgraça eu não tinha decorado meu número de telefone, chegou final de ano, ela pediu meu número e eu não soube dizer qual era...vida que segue, eu ia estudar em uma escola nova, na minha sala tambem estava dry, (obs: dry "ficava com quase todos os garotos da sala", ficava se abraçando com garotos de outras salas e tals) depois de insistir dry me passou o número da crush, eu comecei a falar com ela por whats, ela fez perguntas do tipo "vc gostava de mim?" ou "vc ainda gosta de mim?" e eu respondia com um "Talvez...😏" ela perguntou "se eu estava gostando de alguem da ou minha sala" eu estava com um crush em uma menina porém, disse q nn gostava de ngm...ela se declarava por mim e tals..ela revelou que estava namorando...para minha surpresa ela estava namorando Dry, sim ela mesma, eu fiquei surpreso, ela me mandou até prints de qnd dry pediu ela em namoro, PORÉM, eu ainda gostava dela e dry ficava com todo mundo da sala, e agora? O que eu faço? Conto para a crush que dry é meio "vugar" e fica com geral e acabo com essa "amizade colorida" ou continuo calado e sofrendo por dentro?
submitted by vishikaka to desabafos [link] [comments]


2020.03.14 03:56 Monk_Level_1 Eu me apego fácil e não me desapego e algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas

Bom dia, boa tarde ou boa noite, esse é o meu primeiro post no reddit e vamos lá né?
Como o titulo já fala eu sempre fui o tipo de cara que leva apenas 3 trocas de mensagens ou 3 segundos para me apaixonar por alguém e isso me acompanha desde sempre, hoje tenho 22 anos e já estou terminado a faculdade de Engenharia Civil (formo final do ano) mas o que tenho para desabafar é algo que começou quando eu tinha 17 anos.
No terceiro ano do ensino médio eu conheci uma garota do primeiro (vamos chamar ela de M) e eu conheci ela por meio de um amigo que era amigo dela e cara ela fui muito gentil comigo de um modo de que eu realmente gostei dela e queria conhecer mais ela. Até aquela época eu não tinha tinha ficado tão afim de uma garota, eu era o clássico nerd virgem que sempre queria jogar D&d. Então aquele ano de 2015 foi passando e eu ficava cada vez mais interessado na M chegando ao ponto de tentar ficar com ela no meu aniversario e ela dizer não kkk mas aquilo não me abalou, eu queira muito mostrar para ela que eu gostava dela e ela era unica para mim, cheguei até já mandando uma mensagens me declarando mas vamos deixar queto esse assunto. Então veio o ano de 2016 e tive que deixar a minha cidade natal e me mudei para a cidade que me encontro hoje para estudar e tive que deixar a M mas nós nunca paramos de conversar, desde aquela época ela fala que sente saudades de mim mas sempre que eu voltava para lá nas ferias nunca acontecia nada entre a gente.
Então na época da faculdade estavam todos os calouros aproveitando a faculdade indo em festas e ficando com varias garotas mas eu realmente não ficava com ninguém, primeiro por que eu sempre fui mais introvertido e segundo por que ainda tinha sentimentos pela M, mas isso mudou depois de um dia que eu recebi a noticia que ela tinha ficado com um cara em uma festa e isso me deixou arrasado e desenvolvi uma ideologia de que "algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas". Mas ai, na festa de batismo do filho de um amigo eu conheci uma outra mossa (vamos chamar ela de J) e que nem a M ela foi muito simpática comigo, na voz dela dava para sentir que ela parecia me admirar mesmo tendo apenas 1 minuto que me conheceu (Até hoje lembro do lindo batom roxo que ela estava usando). Então trocamos telefones e começamos a conversar pelo whatsapp e naquela época a M parou de falar comigo, talvez ela tenha notado que eu tinha ficado magoado.
Conversando com J descobri que ela não era da cidade, ela morava a quase 1 hora e meia daqui mas isso não tinha relevância para mim, gostava dela de qualquer jeito e amava ficar o dia todo conversando com ela, voltava correndo para a faculdade para conversamos e a vida era uma maravilha do jeito que era até um dia que ela começou a mandar indiretas para eu pedir ela em namoro, no começo achei meio estranho mas pedi e comecei meu webnamoro (tive um webnamoro antes disso virar moda nos dias de hoje kk). Mas depois desse dia foi só piorando por que eu queria ir lá ver ela e os pais dela mas ela parecia não querer aquilo e as vezes me enrolava, na mesma época ela fez um novo amigo e ela sempre estava saindo com os amigos e ele sempre estava junto, eu comecei a suspeitar bastante disso, até que ela disse que sairia com umas amigas e eu perguntei se ele iria também e ela disse que não mas então perguntei para o irmão dela e ele me confirmou que ele estava junto então resolvi apostar que ela estava me "traindo" (coloquei entre aspas por que a gente nunca chegou a ficar realmente) e ela chorou bastante no vídeo chamada, eu também fiquei mal vendo ela chorando, mas depois passou uma semana e ela começou a namorar com o amigo dela e isso acabou comigo, e mais uma vez fiquei com a ideologia de que "algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas".
E naquela mesma época a M voltou a mandar mensagens para mim, serio, com certeza os deuses queriam brincar comigo e fizeram ela, do nada, voltar a falar comigo, serio, até hoje não entendo o que fazer ela voltar a conversar. Mas eu não consigo dar vaco, querendo ou não eu ainda gostava da M. 2016 parrou e veio 2017 e nada de mais aconteceu, continuei gostando da M e da J, mas resolvi cortar a conversa com a J já que ela estava namorando, e não me envolvi amorosamente com ninguém, por conta do choque que foi 2016. 2018 foi do mesmo jeito, ainda conversava bastante com a M e a J continuava namorando (confesso que parte de mim gostaria que ela terminasse para eu poder falar com ela sem peso na consciência, mas ela estava feliz então não me envolvi em nada). 2019 foi o ano que resolvi largar isso tudo e conhecer novas garotas, mas não ocorreu nada de mais, infelizmente nenhumas das que conheci me marcou como M e J, naquele mesmo ano a M foi para São Paulo cursar a faculdade e uma coisa que não citei foi que desde 2016 a J sempre ver meus stories de instagram até hoje ela ver, eu parei de seguir ela por que não queira ver ela com outro, mas sei que ela esta feliz e é isso que importa. Tive uma conversa com a J nesse mesmo ano, mas não foi nada demais, nem tem relevância colocar aqui o assunto.
E agora chegamos em 2020, M está se mudando para uma cidade perto da minha, não sei se isso é algo bom, tenho medo de tentar novamente ter algo com ela e sofrer que nem no passado, parte de mim prefere engolir o que sinto por ela e deixar ela quieta, já conversei bastante com ela e ela esta feliz, então esta tudo tranquilo e favorável. J vai se casar, que coisa em kkk não sei se vou receber um convite informal para o casamento ou não invista que eu sou super amigo do primo dela e sempre andamos juntos, mas se ela vai se casar então esta tudo tranquilo e favorável como deve ser. E eu? Bem, vou formar em Engenharia Civil e meu prof quer me colocar para fazer mestrado em Brasília por que de acordo com ele eu daria um ótimo professor.
Peço desculpa se ficou muito grande meu texto mas eu precisava botar para fora tudo isso, eu ainda acho que algumas pessoas foram feitar para ficarem sozinhas mas isso não é tão ruim como parece, com o tempo se acostuma.
submitted by Monk_Level_1 to desabafos [link] [comments]


2020.02.12 14:37 dnlszk A Enel é uma desgraça de empresa

Desculpa o palavreado, mas que puta empresinha de merda que é essa Enel, cara. É como se eles estivessem te fazendo um favor, não oferecendo um serviço pago. Já vou avisando e pedindo desculpas porque o texto a seguir é longo, galera.
Só um pouco de contexto antes de começar a história pra valer: tô namorando com esta morena faz dois anos, ela ia se mudar mais pra dentro de São Paulo porque é mais fácil pro trabalho dela (ela morava no Carombé), meu contrato de aluguel está pra acabar em março, então decidimos ir morar juntos mesmo. Achamos um sobrado bem bonitinho, reformado, bem localizado, o proprietário gostou da gente, conseguimos comprovar renda, assinar contrato, etc etc, estamos lá.
Os últimos inquilinos desligaram a energia lá com a Eletropa, opa, Enel antes de sair, teríamos que ligar lá pra pedir o religa e passar a titularidade; até aí tudo bem, nada fora do padrão do processo de mudança, vocês devem saber como é.
Minha namorada, um pouco afobada, já tava ligando lá desde quarta feira (só iríamos pegar as chaves na sexta, mas ela queria chegar já com energia pelo menos, do que não discordo, mas enfim) e aí começou a merda. Ligou algumas vezes de manhã, uma na hora do almoço, outra vez mais tarde - e a Enel sem sistema todas as vezes. Uma vez a atendente disse pra tentarmos solicitar o serviço pela internet; quando tentei fazer isso, o site me falou pra ligar pra eles. Na quinta feira ela ligou umas duas ou três vezes até finalmente ter sistema. Nessa vez que deu certo ela pediu pra trocar a titularidade e pro técnico ir lá fazer o religa.
Eles dão pra você um prazo de 48 horas pro técnico ir no imóvel mexer no relógio, e ele pode aparecer das 08h até as 20h. E é isso, ele vai aparecer quando der e você não tem a menor ideia de quando pode ser isso dentro dessa janela de tempo incrivelmente abrangente. Entendo que fornecer esse serviço pra cidade inteira de São Paulo não é fácil, mas custo a acreditar que não exista uma forma mais inteligente de fazer esse trabalho. Enfim, isso foi quando ela ligou na quinta, então o técnico iria lá ou na sexta ou na segunda - porque os técnicos não trabalham de final de semana, apesar da central de atendimento funcionar 24hrs por dia, todos os dias da semana. Deixamos meu celular e o dela como telefone de contato.
Minha namorada tirou a sexta feira de folga - observação: ela é marceneira/cenotécnica e ganha por dia de trabalho, ou seja, tirar dia de folga significa receber menos - pra ficar lá esperando o digníssimo técnico chegar. Ela acabou se atrasando um pouco, chegou lá entre 08h15 e 08h20. Resolveu ligar na Enel pra ver se tinha como saber alguma estimativa de quando o técnico iria, aí a atendente disse pra ela que o técnico "já tinha passado e não encontrou ninguém e foi embora". Não tinha nenhuma ligação recebida ou perdida no meu celular, nem no da minha namorada. E tipo assim, eles não fazem igual o Correios, que tenta entregar, se não consegue eles dão três dias pra ficar tentando de novo, e aí se não conseguir você tem que buscar o pacote - nessas 48hrs, das 08h até as 20h que o técnico da Enel pode aparecer na sua casa, quando ele for e se não tiver ninguém lá, ele não tenta de novo: eles cancelam o religa e você tem que entrar em contato pra solicitar o serviço novamente. E ainda passam a cobrar uma taxa pelo serviço. E começaram a empurrar que tinha uma conta em aberto de fevereiro de 2020 que estava em quase 60 golpes.
Imaginamos que a conta em aberto poderia ser alguma coisa que "sobrou" do inquilino anterior, e nesse caso resolveríamos com o proprietário mesmo. Ao longo do final de semana, fomos tentando solicitar o serviço de religa novamente, mas eles sempre estavam sem sistema, tentei pela internet e não consegui também, no site eu vi que tinha a possibilidade de fazer a solicitação por SMS, e resolvi tentar. Quando mandei a mensagem, veio uma resposta que o serviço já tinha sido solicitado e que era pra aguardar.
Quando chegou segunda feira - já estávamos na casa desde sábado, as vezes íamos na casa da minha mãe pra comer, tomar banho quente, usar internet e carregar celular, bem parasita mesmo - minha namorada ligou lá pra confirmar se tinha solicitação e se o técnico viria. Descobrimos que não tinha solicitação, que por SMS na verdade "é pra serviço de reativação e não de religação". Ah, e como desgraça pouca é bobagem, lembram que
(...) a atendente disse pra ela que o técnico "já tinha passado e não encontrou ninguém e foi embora".
Nós entendemos "o técnico já tinha passado" como se ele chegou lá 08h em ponto da sexta feira, não tinha ninguém e foi embora nos quinze minutos que minha namorada se atrasou. Mas, na verdade, o técnico foi lá na quinta feira. Sabem por quê? Porque como a demanda estava baixa, o técnico resolveu ir lá na quinta mesmo. Repetindo: não tem nenhuma ligação perdida de quinta feira no meu celular nem no da minha namorada. O técnico resolve ir no dia que não estamos esperando e a própria atendente disse que seria ou na sexta ou na segunda, ninguém foi contatado; o técnico chega lá e não tem ninguém então vai embora, ninguém é contatado.
Enfim, solicitamos a desgraça do serviço de novo; viriam em 48hrs, ou seja, na terça (ontem) ou quarta (hoje), a menos que ele "resolvesse" vir na segunda, né - mas acho que a chuva monstra que caiu na segunda deve ter fodido o trabalho deles, então não resolveram vir de surpresa. Ah, detalhe: o sobrado fica atrás de um prédio na esquina, e o relógio de energia do sobrado não fica no sobrado, mas sim na caixa de força do prédio - na Enel está cadastrado o endereço do prédio no apartamento 11, mas o prédio só tem dez apartamentos; o 11 é o sobrado. Então nós não esperamos o cara em casa, temos que ficar esperando na rua na frente do prédio.
Enfim, ontem tirei o dia de folga pra ficar lá de castigo esperando o famoso técnico, passei o dia inteiro na rua, algumas vezes na chuva, e nada. Ligamos pra ter certeza e realmente ele não foi e a solicitação ainda estava ativa. Hoje minha namorada está lá torcendo pro jovem passar até meio dia pra pelo menos ela não perder um dia inteiro fazendo nada.
É isso, desculpa o texto gigante, espero que vocês tenham um dia melhor do que tive ontem e melhor do que minha namorada terá hoje.
EDIT: acabei de ser informado que apareceu um técnico da Enel lá no prédio, mas o cara foi pra desligar o relógio de um dos apartamentos que foi esvaziado recentemente, minha namorada tentou falar com ele mas ele não pode religar o nosso relógio.
EDIT [2]: finalmente temos energia elétrica! O técnico chegou lá pelas 16h30, perguntou se era endereço x, quando minha namorada falou que não ele checou uma lista e disse que era pra sermos os últimos do dia, mas já que ele tava ali ia fazer o religa. Quando abriu a caixa de força, ele olhou pros relógios e veio com uma conversinha de "nossa, isso aqui é muito antigo, não sei se sei mexer nisso aqui". Era só o que faltava. Mas deu tudo certo, finalmente.
submitted by dnlszk to brasil [link] [comments]


2020.01.24 13:39 drdova Ainda gosto da minha ex

Olá pessoal, estou tentando já há algum tempo escrever esse post, finalmente chegou a hora certa... provavelmente vem textão, então pega uma água e senta aí, tentarei deixar o texto bem escrito para que a leitura fique agradável.
Tive uma história muito linda de relacionamento, namoramos por quase 7 anos e infelizmente terminamos em Maio do ano passado, eu quem terminei. Nós não chegamos a ficar brigados, mas nos machucamos muito. Hoje tenho 23 anos, ela tem 21. Deixamos de nos falar em agosto do ano passado. Cada um passou a viver sua vida, ficar com outras pessoas e etc.
Acontece que semana passada, mandei uma mensagem pra ela dizendo que ela tinha sumido, não tinha dado mais notícias e etc, ela visualizou e não respondeu. Bem.. achei que nesse momento ela não falaria mais comigo, até que no outro dia ela me liga. Ela diz que sumiu porque preferia assim, disse que não era bom estarmos nos falando, nem trocando mensagens, mas começou a perguntar de mim, se eu estava bem, por onde eu andava, o que fazia, até que me perguntou se eu ainda gostava dela e eu disse que a amava, ela respira fundo, eu de fato compreendi que ela gostou da notícia, que gostou de saber que eu ainda sinto algo por ela, perguntei se ela gostava de mim ainda, ela fez um monte de arrudeios e não respondeu minha pergunta, disse que precisava desligar o telefone e que não era pra eu falar mais com ela. Falei que tudo bem, mas que eu queria ver-la como amigo, que queria sentar um tempo, rir, conta histórias da minha vida e etc. Ela desligou.
Na sexta feira da semana passada, aparece uma notificação no meu snapchat que ela estava digitando algo para mandar pra mim, sendo que não recebi nenhuma mensagem. Na terça e na quarta feira dessa semana aconteceu a mesma coisa, ambos os dias aparece uma notificação de que ela estava escrevendo algo, mas nenhuma mensagem chegou. Então, ontem (quinta-feira) ela posta uma foto no snap (claramente para eu ver, porque ninguém usa mais snapchat e ela NUNCA posta algo lá, faz anos que ela n posta foto nesse AP) , eu respondi dizendo que ela estava muito linda, falei mais umas coisinhas nesse sentido e disse que precisava falar com ela novamente, então ela me ligou.
Nessa segunda ligação perguntei de cara se ela estava namorando, ela respondeu que não importa se está ou não, que não ia me responder nada nesse sentido. Conversamos 1h e 10 minutos no telefone. Falei o quanto amadureci durante esse tempo separados, que cresci como pessoa, como profissional, mas que há um lado em mim que gosta muito dela, falei que desde que nos separamos não tem um único dia que deixei de pensar nela, que nada do que fiz (indo à festa, outros relacionamentos) me preenchia, que eu de alguma forma estava bem ligado a ela ainda, mesmo há 8 meses separados. Ela me responde dizendo que entende, que infelizmente nos separamos, que as coisas não deveriam ter sido da forma que foi, que tínhamos tudo para dar certo, mas infelizmente as coisas aconteceram. Ela é bem religiosa, disse que Deus estava no comando de tudo, que orou diversas vezes entregando a vida dela a Deus e que a vontade dele sempre vai se realizar. Ela viu minhas fotos no instagram com uma amiga de outra cidade, perguntou se namorávamos, insistiu dizendo que a guria era minha namorada, mesmo eu dizendo que não, ficou fazendo uma certa birra. Ela perguntou muito sobre mim ainda, acredito que de fato ela sente algo por mim, foram 7 anos.
Vamos ao finalmente... Eu não posso namorar com ela agora por uma série de motivos que envolve o lado financeiro, pessoal, profissional e religioso. Creio que pra ela seria o mesmo desgaste. Ela entende isso, tenho certeza.
Eu falei para ela que em Outubro, que é quando eu vou ter sanado todos esses problemas, irei procurar-la, irei querer namorar com ela e que dessa vez não vou passar mais que 1 ano namorando, iria querer casar, até mesmo porque vou ter dinheiro para bancar tudo, se assim Deus permitir.
Ela não acreditou muito no que eu disse (eu acho), falou que daqui pra lá vou ter oficializado meu namoro com a guria da outra cidade, falou que vou ter outra pessoa na minha vida, que o sentimento por ela não seria mais o mesmo.
Avisei que ela receberia sim essa ligação, se atendesse que saiba que vai ser nesse sentido.
Perguntei novamente a ela se ela ainda gostava de mim, ela disse que precisava desligar, na mesma hora perguntei de novo... ela respondeu que precisava muito desligar. Ela me desejou boa noite, que eu me cuidasse e pediu para não nos falar mais.
Depois desse longo texto, o que fazer? Tocar minha vida daqui para outubro e ver no que dá? Vocês acham que com base no que relatei ela ainda deve gostar de mim? Você passaria 1h 10 min numa ligação com seu/sua ex, sabendo que ele gosta de você sem você gostar dele?
Alguém leu até aqui? Se sim obrigado.
DrDova
submitted by drdova to desabafos [link] [comments]


2019.11.28 08:19 siciLY- Terminei com a mina q namorava

Eu conheci minha ex em uma rede social, conversamos muito e naturalmente nos apaixonamos. Um começo muito emocionante na véspera de Natal (onde costumava ser um dia triste para ela). Ela teve alguns problemas como ansiedade, depressão psicótica ...). Durante nossos dois meses juntos, principalmente, tive que me adaptar ao que é um relacionamento (já que sempre tive problemas com o toque e mais coisas sexuais). Depois de um mês, eu estava passando por uma fase muito difícil (como ela), e não contei nada para ela (ela sempre me contava quando não estava bem, eu tentava ajudar como podia).
Era muito difícil contar a ela tudo o que me esmagava por dentro (mesmo que ela dissesse que me amava e estava lá por mim - tanto que passou dias ouvindo-me chorando - eu tentava apoiá-la da mesma forma). Quando estávamos namorando por dois meses, caí em desespero e, então (na manhã de dois meses de namoro), terminei com ela por telefone quando ela acordou. Eu pensei que fazer uma coisa dessas durante o namoro, isso a faria pensar que ela era incapaz.
Hoje ela me diz que eu era completamente egoísta e que deveria ter falado com ela, porque definitivamente não era uma coisa boa. Ela me pede para terminar com minha namorada atual e voltar para ela, continuamos dizendo que nos amamos e falamos o que pensamos da outra sobre tudo que houve.
Então eu sou uma idiota por terminar com ela? Eu sou uma idiota por começar a namorar depois de meses (ela começou a namorar uma semana depois com sua "amiga" que odeia quando estávamos juntos)?
submitted by siciLY- to EuFuiOBabaca [link] [comments]


2019.09.15 04:33 NearllFire De menino sonhador ao fundo do poço (desculpa pelo textão)

Bom, antes de tudo queria deixar claro que meu desabafo não está relacionado à algum evento traumático ou uma situação específica, e sim ao estágio atual em que minha vida encontra-se. Quando tenho alguns lapsos de memória de infância lembro de como eu tinha entusiasmo e alegria em viver, tinha sonhos, parecia que até o dia mais comum do mundo era tão feliz, eu adorava apreciar as coisas mais simples da vida. Mas, conforme fui crescendo, toda minha inocência de criança foi sendo destruída ao perceber como as pessoas vivem de julgamentos e aparências. Cresci em uma família super protetora e que me deu certos "mimos", então lembro-me que no começo eu era uma criança extrovertida que não tinha vergonha e medo de se relacionar e falar o que vier na cabeça, porém conforme foram passando os anos e fui vendo como o mundo era diferente da criação que eu tive, fui cada vez ficando mais introspectivo e anti-social para tentar ser menos julgado possível. Aos 13 começou o sobrepeso,e ao longo da adolescência minha auto-estima foi se rebaixando cada vez mais e minha aparência piorando, todas as amizades que eu fiz na minha vida inteira até hoje partiram da atitude deles de falarem comigo, não consigo ter uma conversa minimamente interessante nem com um parente, nunca abordei uma menina e muito menos chamei pra conversar que seja no Facebook, Instagram e etc. Consequentemente nunca beijei ninguém em 20 anos, e todas aquelas amizades que fiz na escola, hoje quase todas acabaram pela distância deixando a relação ficar fria, grande parte minha culpa que só esperava as pessoas falarem comigo e nunca tinha atitude. Atualmente, estou com 120kG, desleixado, e estudo pra passar no vestibular de medicina há 3 anos (Formei em 2016), sempre fui uma pessoa que tive facilidade de aprender as coisas,me considero inteligente e sempre tirei notas altas na escola, mas nesses 3 anos por procrastinação e não conseguir render durante o ano todo não passei no vestibular até hoje (não vou mal, passaria em todos cursos mas nunca atinjo nota para medicina em um faculdade boa), não desistirei do curso, pois é meu sonho de criança e estou bem mais perto de conseguir, mas confesso que essas reprovações e o fato de não conseguir manter uma rotina devido à procrastinações quebram meu emocional. Desde meus 14 anos assisto diaramente pornografia e sempre quando estou sozinho em casa me masturbo compulsivamente ( um dos meus motivos de procrastinação), e depois por me sentir mal em ter gastado meu tempo de estudo, solto minhas frustações na comida e meu peso só aumenta. Além disso, fui percebendo que o amor que meus pais me ensinaram desde criança, foi esvairando-se, eles só estão juntos por mim e por minha irmã (5 anos mais nova), apesar deles sempre nos tratarem bem e sempre nos querer o melhor, entre eles a relação é fria, nunca vi meu pai ou minha mãe dizer "eu te amo" para o outro, ou demonstrar qualquer grau de afetividade entre eles, acho que por isso tenho tanta vergonha de expor meus sentimentos às pessoas, principalmente mulheres. Perdi a felicidade em viver, não tenho pensamentos suicidas, sou bem controlado emocionalmente e nunca vou tirar minha vida, apesar de sentir um vazio e não ver tanto sentido na vida, parece que tudo de bom que pode acontecer na minha vida traz um prazer momentâneo mas logo volta tudo a ser como antes. Minha timidez profunda não sumiu, até hoje evito de falar no telefone até pra pedir pizza, só tenho amigos no cursinho que partiram deles a atitude de falar comigo. Tenho consciência de que eu pareço ser um sociopata, por não conseguir olhar nos olhos de estranhos e recém-conhecidos, por ter vergonha extrema, não cumprimentar algum conhecido quando eles estão em grupo que eu não conheço as outras pessoas, e até ensaiar a fala pra comprar algo quando preciso falar com alguém. Desde adolescente tenho dezenas de tentativas frustadas de emagrecer (até porque minha família tb é obesa), o alto peso esgota minha energia e minha disposição, me sinto pesado, sufocado, com baixa autoestima, sei que poderia ter aparência melhor. Hoje, reativei meu facebook e vi pessoas que estudei namorando, uns trabalhando e vivendo algo diferente, enquanto eu desde que sai da escola tenho a mesma rotina, sou grato por poder estudar sem precisar trabalhar atualmente, e no futuro estudar em uma faculdade boa, e ter um bom emprego, mas é tão triste ver as pessoas mudando e eu estar estagnado nessa mediocridade, perdi inúmeras oportunidades por essa maldita timidez,desde ficar com alguma garota que estava a fim de mim, até saber a resposta de algum exercício e ter vergonha de levantar a mão e falar, até de criar atitude e fazer amizades com pessoas que eu admirava. Sou uma pessoa boa, nunca fiz mal e não destratei ninguém, quero no futuro ajudar às pessoas, mas me sinto tão perdido e me sinto mal quando invejo um cara que sei que é pior que eu (menos inteligente, aparência ruim) tendo uma vida feliz por não ter essa timidez e ansiedade que tenho. Sei que ninguém pode me me dar uma resposta mágica, mas hoje compartilhei fatos da minha vida que nunca falei pra ninguém, além disso pode ser que alguém que passou por situação similar possa me orientar em algo, não perdi as esperanças de retomar o rumo da minha vida.
submitted by NearllFire to desabafos [link] [comments]


2019.03.14 23:16 docedeabacate AITA por não compartilhar alguns aspectos pessoais com minha família?

Eu sou o cuzão por não compartilhar aspectos da minha vida com a minha família? principalmente com a minha mãe? Vamos ao contexto, atualmente eu (19m) moro só com minha mãe, meus irmãos são todos casados e moram em outras cidades, e todo o contato que ela faz com eles é via telefone, grande parte do dia, e consequentemente, eles sempre perguntam de mim, e ela sempre fala umas coisinhas (só que eu conto pra ela), e fica nisso. O problema é que TUDO pra ela é um "big deal", tudo ela faz tempestade em um copo d'água, por exemplo, a época que eu eu namorava uma menina, eu preferia falar pra ela que eu estava indo ao cinema ou saindo com os meus amigos, do que falar que eu estava saindo com a garota. Pois eu sei que se eu contasse pra ela, todo mundo da minha família, e até conhecidos, iriam ficar sabendo, por isso nem comentei, pois sou reservado, e essa história de compartilhar a vida privada com os outros, principalmente família incomoda. Depois que o namoro ficou um pouco mais sério, e eu contei, e aconteceu o que eu esperava, dava pra escutar do meu quarto, ela falando no telefone : "NOOOOOOOOSSA, SABIA QUE O u/docedeabacate TÁ NAMORANDO??? POIS É MENINA, CÊ ACREDITA??", "sabia, ~nome do meu irmão~, o u/docedeabacate ta namorando, é..., ela é linda, veio aqui em casa e tudo...". Eu sei que ela não faz por mal, ela só tá feliz comigo e quer compartilhar com o outros, mas eu não curto isso, por isso fiquei bastante fechado com ela em relação à minha vida pessoal, AITA?
submitted by docedeabacate to brasil [link] [comments]


2018.11.13 02:39 Diegiwg Preciso de um 'norte' em como lidar com certas questões...

Edit (13/11) - Obrigado a todos que leram e principalmente os que responderam, eu liguei para ela e apresentei algumas das idéias, e ficamos de começar a experimentar...
Olá, e desculpe pelo título 'clique-bait'. Estou namorando a quase onze meses, e está sendo uma experiência incrível, levando em consideração que é meu primeiro relacionamento (eu nunca fui de me apegar), dito isso, a minha parceira possui alguns problemas que lhe acompanham desde de sua infância, e eu constantemente estou tentando ajudá-la (ela mesmo pede ajuda por não saber como proseguir).
No início (quatro meses de nosso relacionamento), funcionava basicamente assim: ela teria uma crise (vale ressaltar que somos de cidades diferentes e mantivemos um namoro a distância por mais de seis meses, agora ela ingressou na faculdade e estamos nos vendo todo final de semana), iria me ligar, e eu iria fazer ela se sentir melhor, escutando ela desabafar, e depois levando ela a pensar em outras coisas. Isso 'funcionou' muito bem para o propósito de fazer ela se sentir bem de imediato. Porém, temos dois erros aqui, primeiro a frequência de crises dela não diminuíram, pelo contrário, aumentaram e segundo ela criou uma dependência de 'mim' nesses momentos, chegando a ficar mal o dia todo (chorando sem parar) em dias que eu estava ocupado no trabalho e sem meu telefone, só ficando 'bem' a noite quando eu chegava em casa e todo o ciclo se repetia.
Tendo descoberto esses erros, tentei mudar para a abordagem que eu uso em meus problemas. Analisar, e ir tentando (no erro e acerto mesmo) solucionar ele, admito que além de exaustivo machuca muito mas funciona bem para mim, apresentei essa opção, ela não foi muito bem aceita, porém, eu comecei a aplicá-la sutilmente e parar de fazer o que eu vinha fazendo. Funcionou em partes, a dependência dela diminuiu, a crises diminuíram de frequência, só que se tornaram mais 'violentas/complicadas'.
Vale ressaltar, que por sua criação ser falha em vários aspectos (leve em consideração que ela passou basicamente 16 anos sendo filha única de pais super protetores) ela não sabe lidar com questões como: incertezas, planejamentos dando errado e principalmente pressão, que é justamente a base do segundo método que tentei. Dessa forma, é fácil conceber que este também não está funcionando. Eu já consegui fazer ela mesmo 'achar' várias das suas falhas (isso é algo que ela também não está sabendo lidar, a desconstrução de seu 'eu' como ela imaginava), uma das questões mais pesadas é que ela entendeu que em várias ocasiões ela agi de forma 'mimada' e isso foi um grande golpe (pois ela sempre se achou madura e adulta)... Ae, temos outro problema de criação, a cobrança por uma filha perfeita, logo, agora que ela cresceu ela está transferindo essa cobrança para todas as usas relações. O que muito tóxico, pois sempre que ela erra, é uma crise de ódio contra si mesma.
Com tudo isso, hoje eu joguei as cartas na mesa, escrevi basicamente: que eu a amo muito, que tudo que eu fiz/faço tem como intuito ajudá-la, que eu posso está errado em várias de minhas ações, que erro muito (como eu já identifiquei aqui) e que estou precisando que ela, juntamente a mim, construa um 'norte' para seguimos com a tentativa de solucionar os problemas.
Em resumo ela respondeu que entende tudo, que também que isso, e que quer sempre ficar melhor por ela e por nós. E que iríamos tentar fazer isso na próxima quinta quando nós encontramos na faculdade. Então venho aqui escrever esse pequeno texto pedindo algumas opiniões de como posso agir para apresentar a ela el definirmos a melhor escolha e tentar.
No mais, obrigado por ler...
submitted by Diegiwg to desabafos [link] [comments]


2018.02.16 01:56 antoniobrasileiro Sem direção...Fui traído.

Senta que la vai textão: Faz 10 anos que estou casado com minha esposa. Temos um filho de 10, namoramos pouco tempo, ela ainda era virgem, e eu já tinha vivido outros relacionamentos, (temos uma diferença de 7 anos). Quando descobrimos que ela estava gestante resolvi que casaríamos, confesso que logo no início eu apenas gostava dela, mas sabia que ela era uma pessoa boa de coração, eu já estava cansado de badalação, queria encontrar alguém pra compartilhar uma vida. Então conversamos, disse que estava disposto a casar com ela, e ela aceitou. No início foi muito difícil a convivência, pois sou um cara que gosta das coisas certas, às vezes até demais. Ela cresceu vendo sua mãe ser auto suficiente, de maneira que quando pedia pra fazer algo diferente, de outra maneira, ela achava que eu queria mandar nela, botar ordem. Nunca foi minha intenção, eu apenas queria orientá-la para que as coisas não dessem errado. A família dela é bem humilde, isso nunca foi problema pra mim, porém ela acha que minha mãe não queria que casasse com ela, acha que minha mãe sempre fala algo pra tentar machucá-la, e sinceramente tenho certeza que não é isso. Mas enfim, a questão é que vira e mexe acabamos tendo brigas por conta disso, e o mais engraçado é que a briga é por causa da minha família, que ela começa por conta desses achismos, às vezes porque acha que a madrinha do nosso filho (minha irmã) está mimando demais ele, dando muito presente fazendo as vontades. Graças a Deus as brigas que eram por nós mesmos diminuíram bastante. Eu nunca a proibi de nada, mesmo! Eu sempre a deixei fazer e comprar oque ela queria . Temos uma vida confortável, meu trabalho apesar de ser necessário que esteja constantemente viajando remunera bem, com isso ela nunca precisou trabalhar. Mas ela não é dondoca, de só ficar em casa sem fazer nada, ela me ajuda muito cuidando da casa, e agora tomando conta do negócio que montamos (guardando dinheiro) quando estou fora. Depois que nosso filho fez dois anos ela quis fazer faculdade de educação física, eu dei o maior apoio pra ela. Lá no fundo eu sabia que a desgraça viria deste curso, eu nunca disse isso a ela. Enquanto ela estava fazendo o curso eu nunca desconfiei de nada, com exceção de uma vez que ela disse que ia pra faculdade, aconteceu um imprevisto e tive que ir lá pegar ela. O campus da faculdade é bem grande, eu sabia quais eram as salas que ela tinha aula, mesmo assim eu não a encontrei. Liguei várias vezes o telefone só chamou, quando eu já estava voltando pra casa, ela me ligou, disse que estava na parada de ônibus próximo. Perguntei onde ela estava, ela disse que estava no laboratório, e eu realmente não tinha ido lá, já que não sabia onde ficava. Em 2015 sofri muita pressão no meu trabalho, pois minha empresa estava prestes a perder um importante contrato, e além disso tinha conseguido uma vaga muito difícil em curso que me possibilitaria ascender em minha carreira. Como a instabilidade na minha empresa estava crescendo, isso significava que teria que arcar com todas as despesas sem trabalhar durante 6 meses. Pra completar o cenário, a crise veio com força, e começou a surgir histórias de que o curso seria cancelado. Fiquei uma pilha de nervos, pois ficaria desempregado, não faria o curso e sem perspectiva nenhuma de emprego, pois na função que estava não apareciam vagas. Confesso que nem eu estava me suportando às vezes, eu transferi um pouco dessa pressão pra ela. No final de 2015 fui demitido, e no início de 2016 saiu a resposta que eu mais esperava, o curso seria realizado! Fiquei um pouco aliviado, mas a crise se aprofundou na minha área, e as vagas que apareciam para posições superiores também minguaram. O curso seria realizado em uma cidade onde conheci minha primeira namorada, porém, ela já não vivia mais lá, morava em uma cidade no mesmo estado porém a várias horas de distância. Além disso já não gostava dela há muito tempo, eu estava casado e minha ex namorando. Nessa cidade ainda moram muitos amigos meus de faculdade, que não os via fazia tanto tempo. Foi natural que eles me convidassem pra ir assar uma carne e tomar cerveja, sair pra um barzinho, e ir uma vez em um show. De uma vez que sai com meus amigos, passei bastante tempo com eles, meu telefone descarregou. No outro dia ela me ligou dizendo que eu tinha ido me encontrar com a ex. Durante o curso todo ela achou que eu estava fazendo coisa errada...Sinceramente depois do que descobri, queria ter feito. A verdade é que depois que casei com ela, nunca estive com outra mulher, nem mesmo beijei outra mulher. Acho que ela não acredita nisso… Durante o tempo que estava realizando o curso apareceu a oportunidade de montarmos o negócio que estamos tocando. Não tinha como eu tocar a obra de outra cidade, então ela ficou encarregada disso, com meu auxílio pelo telefone. Tivemos muitas brigas por causa das obras, porque muitas vezes ela queria fazer do jeito que ela achava, e muitas vezes errado, sendo que eu explicava tudo pra ela como deveria ser feito pra não ter desperdícios, pra não estourar nosso orçamento e nem atrasar as obras. No final das contas inauguramos nosso empreendimento, e está indo muito bem obrigado. Sempre foi meu sonho poder um dia largar meu trabalho e poder trabalhar perto dela e do meu filho, ter uma vida estável sem precisar me ausentar. A empresa inaugurou em outubro de 2016, atrasou um pouco, mas sem maiores consequências. Nesse meio tempo o curso já havia terminado, e eu estava empregado novamente na posição que o curso me proporcionou. Gente, vocês não têm noção de como eu fiquei mais leve, relaxado, aquele peso todo que sentia estava finalmente saindo das minhas costas. Algumas brigas ainda existem por conta do negócio, mas normal, nada sério, nessa parte sabemos que os assuntos do negócio têm que permanecer lá depois que fechamos as portas no final do dia. O ano de 2017 veio de uma forma muito boa, pelo menos pra mim. Teve uma vez que nos desentendemos feio. Foi ela que começou a puxar assunto sobre minha irmã, aquela mesma história que já falei, ela achar que a madrinha denga muito o sobrinho. Nesse dia senti que ela estava arrumando um pretexto pra arrumar confusão comigo, passou uma duas horas falando, e queria que eu ligasse pra minha irmã pra reclamar sobre o assunto. Não fiz, até porque era ela que estava incomodada com a situação, e além disso o filho não é só meu. Às vezes temos algumas brigas sérias por conta do nosso filho, porque ela muitas vezes espera que eu o corrija...Costumo dizer que ela só quer os momentos bons com ele...Acredito ser verdade, pois muitas vezes quando ele está fazendo mal criação, ela grita de lá: “olha marido oque teu filho tá fazendo”. Caramba, isso me dá nos nervos, quando o filhote faz isso comigo não espero por ela. Eu o corrijo na mesma hora. E ela muitas vezes não faz, ou me chama pra dar bronca. Agora nem vou mais, só faço falar: “Te vira! É teu filho também”. Antes de tudo quero que ele cresça um homem íntegro, respeitador e honesto. Aí veio agosto de 2017, meu mundo veio a baixo. A felicidade que sentia, quando estava em casa com eles, minha esposa e filho, ao vê-los correndo pela casa, quando eu estava brincando com eles na cama de fazer cócegas era muito grande. Eu dizia só pra mim: “Obrigado meu Deus por me dar tanta felicidade”. Se no início eu apenas gostava dela, naquele momento eu a amava demais. Tudo isso acabou! Descobri que ela estava me traindo com um ex professor da faculdade. E pra completar ele mora na rua de trás de casa. No início ela tentou negar tudo, dizendo que era invenção da minha cabeça. Mas eu tinha provas, e contra provas não há argumentos. Ela tentou esconder quem era a pessoa no início, tentou dizer que saiu só aquela vez que descobri...Mas aos poucos, por conta própria, descobri que ela já vinha saindo com o cara desde 2015, lembra da pressão que estava sofrendo? Pois é, e essa história toda de estarmos sofrendo pressão, foi oque ela diz ter causado a traição. Quando estive fazendo o curso, ela saiu várias vezes com ele, e depois me alegou que era porque achava que estava saindo com minha ex. Em maio de 2017 foi a última vez que ela diz ter saído com ele. Aqui eu preciso fazer um parêntese: Mais ou menos em 2013, não lembro bem a data, sério, a ex entrou em contato comigo, ai acabou que fizemos várias chamadas pelo skype, e ficamos nus um para outro. Rolou masturbação, confesso. Mas parou aí. Nunca mais encontrei com ela, e depois disso também não falei mais com ela. Logo depois que aconteceu as chamadas de skype, me arrependi muito, não é uma coisa que sinto orgulho. Mas também até eu descobrir a traição da minha esposa, eu ainda não tinha contado pra ela oque havia ocorrido. Ou seja, teoricamente, ela não teria motivos reais pra me trair, porque ela nem desconfiava. Brigamos muito, xingamos um ao outro. Eu chorei muito, ela também. Ela diz que sempre me amou, nunca deixou de gostar de mim. Que acha que foram coisas que deveria ter feito enquanto era solteira. Estamos juntos, ainda gosto muito dela...Tenho medo de perder minha família… Mas fico muito receoso de quebrar a cara novamente. Às vezes sinto que fui duplamente sacaneado por ela, porque se eu quiser me separar dela, terei que abrir mão também do meu sonho, de trabalhar perto de casa. Não existe um dia que não pense no que ela fez, no que ela pode ter feito com o cara. Me sinto muito humilhado. Estamos junto, mas por enquanto não consigo me ver novamente com ela como antes, os dois velhinhos… Ela toda curvadinha e eu segurando ela pelo braço...Cara é foda! Que vontade de chorar! Sinto meu orgulho ferido...Eu posso não ser o melhor homem do mundo, mas também sei que não merecia isso, sei que a opção de fazer foi totalmente dela, independente das pressões, brigas e dificuldades que tenhamos passado. Eu fiz uma viagem com ela agora para um destino romântico, foi legal...Mas...Depois disso tudo sempre tem o “mas”. Essa semana briguei feio com ela novamente, não estou em casa, estou trabalhando…Sinceramente não sei oque fazer. Já tentamos psicóloga, mas acho que não adiantou muito não. A verdade é que às vezes queria machucá-la, fazê-la sentir oque eu sinto às vezes. Essa semana instalei tinder e esses outros app, queria me sentir valorizado. Às vezes me vejo fazendo e dizendo coisas pra ela só pra ver se ainda gosta de mim. Me sinto ridículo quando percebo. Teve ocasiões em que até pensei em inventar pra ela que estive com a ex. Agora estou pensando em fazer uma viagem sozinho, pra um lugar bem distante quando sair do trabalho. Penso que preciso de um tempo só comigo mesmo. Queria opiniões e maneiras de pensar de pessoas que não façam parte do meu convívio. Por isso postei aqui.
submitted by antoniobrasileiro to desabafos [link] [comments]


A patroa deixou o marido sozinho com a empregada olha no ... DISTRAINDO MEU NAMORADO NO TELEFONE! - YouTube FALANDO COM A EX DO MEU NAMORADO NO TELEFONE - TROLLAGEM ... TROLEI MEU NAMORADO CONVERSANDO COM OUTRO NO TELEFONE!!! SEXO POR TELEFONE - YouTube MEU FILHO ESTÁ NAMORANDO - YouTube ANY EXPLICA PORQUE NÃO PODE NAMORAR COM O JOSH (NOW UNITED ... DISTRAINDO MEU NAMORADO ENQUANTO ELE ESTÁ NO TELEFONE NAMORADA PEGA NAMORADO NO FLAGRA NO TELEFONE - YouTube Namorando no metrô.

Pedagoga é vítima de sequestro com o namorado no dia do ...

  1. A patroa deixou o marido sozinho com a empregada olha no ...
  2. DISTRAINDO MEU NAMORADO NO TELEFONE! - YouTube
  3. FALANDO COM A EX DO MEU NAMORADO NO TELEFONE - TROLLAGEM ...
  4. TROLEI MEU NAMORADO CONVERSANDO COM OUTRO NO TELEFONE!!!
  5. SEXO POR TELEFONE - YouTube
  6. MEU FILHO ESTÁ NAMORANDO - YouTube
  7. ANY EXPLICA PORQUE NÃO PODE NAMORAR COM O JOSH (NOW UNITED ...
  8. DISTRAINDO MEU NAMORADO ENQUANTO ELE ESTÁ NO TELEFONE
  9. NAMORADA PEGA NAMORADO NO FLAGRA NO TELEFONE - YouTube
  10. Namorando no metrô.

agora meu filho deu pra namorar com uma garota de 13 anos kkkkk vÊ se eu posso com isso . espero que vocÊs curtam mais um episÓdio dessa serie : adotando uma... TROLEI MEU NAMORADO CONVERSANDO COM OUTRO NO TELEFONE!!! Casal figueiredo. Loading... Unsubscribe from Casal figueiredo? Cancel Unsubscribe. Working... Subscribe Subscribed Unsubscribe 93. Loading Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Este vídeo foi enviado de um telefone com o Android. Golden Buzzer: W.A.F.F.L.E. Crew Receives Simon Cowell's Support - America's Got Talent 2020 - Duration: 9:28. America's Got Talent ... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. EXCLUSIVO: Erlan Bastos visita ‘Yarley e Titia Rayon’ dupla faz sucesso com meme ‘Trava na Beleza’ - Duration: 17:24. EM OFF 265,708 views FALANDO COM A EX DO MEU NAMORADO NO TELEFONE - TROLLAGEM SORTEIO DOS 3 CAPACETES: https://rifa.link/da0 SORTEIO DO NOSSO GOL G5: https://rifa.link/dql MEU IN... Quinta à noite, lua cheia, filminho do Thiago Lacerda na Record... de repente começa a bater aquela vontade louca de fazer besteira e o seu namorado não tá a... SE INSCREVA NO MEU CANAL Anderson Augusto Moreno Email para contato [email protected] #trollagem #trolleimeunamorado distraindo meu namorado no telefone! nesse vÍdeo fico distraindo meu namorado enquanto ele fala no telefone com a mÃe dele... ...